30 de jun de 2008

CONSUMIDORA RECLAMONA


Esse é um novo desodorante que toda a hora passa o comercial na TV.

O slogan é "48 horas de proteção".

Cara, desodorante+48 horas de proteção= você sem banho por 48 horas!!!!

É chamar a gente de porcolino na cara larga, não é?

Eca!

27 de jun de 2008

PARADINHO

Difícil acreditar no movimento da rotação da Terra, da força do vento que não vemos, no crescimento das plantas e o progresso do aquecimento global.

Aliás, com o frio que está fazendo essa semana, o aquecimento global pra mim, não passa de um efeito-estufa lá da ECO-92; remodelado pra nos lembrar do que o consumismo está fazendo conosco.

Bom, o fato é que as coisas pra mim estão vagarosas demais. Tudo bem, sei que quando desejamos com muita ansiedade uma coisa, demora mais ainda. Não é esse o meu caso, pois já estou esperando há dois anos. Investi e invisto ainda. E espero. Nada mais eu posso fazer neste momento que esperar.

E tenho certeza que a minha vida vai começar depois que após tanta espera, tiver o momento X da coisa toda.

Enquanto isso, parece que a vida segue normalmente pros outros e pra mim, um nabo. Cabelo fora de ordem (assunto velho, mas é que daqui a duas semanas, preciso de um cabelo impecável. Como? Nem normal o meu cabelo parece mais), corpo fora de ordem, roupas mais que demodês e a minha cara de tão cansada, nem a reconheço mais.

Como está tudo paradinho pra mim, pensei até em roubar. Pensa bem: lojas não faltam pra isso. Oportunidades, todas. Além do quê, ía dar uma boa agitada na minha vida: primeiro o flagra, depois delegacia, depois espera por um advogado. Como não sou graduada nem tenho dinheiro, com certeza ficaria na cadeia, talvez uns 6 meses. Dentro da cadeia, eu faria amizades? Seria a "esposa" da chefe da cela? Meu namorado me abandonaria? Eu começaria a fumar? Encontraria uma missão diferente daquela que eu suponho ter na vida?

Fora que seria repertório pra conversar entre todos os que acham que me conhecem. Minha mãe talvez alegando que eu fiquei mais insana que o costume, tentaria explicar para as pessoas, o porquê de uma moça como eu (bem formada, com educação, sem faltar nada em casa, sem usar drogas, criada com princípios morais e religiosos, boa aluna e etc) cometer um ato criminoso como roubar.

Quando eu saísse da cadeia, que vida eu encontraria pela frente? Talvez não tivesse mais namorado. Talvez minha mãe teria mais motivos pra me jogar na cara do quanto eu sou má filha e etc.... Meu irmãos e meus sobrinhos teriam vergonha de mim....

Como vê, pouca coisa iria mudar, não é mesmo? Ahahahahahhahaa.

E talvez quando eu saísse da cadeia, aquilo que tanto espero estaria mais próximo de acontecer. E a demora fosse menos torturante.

Outro dia falei com o André a imagem que eu tenho do inferno: gelado. Sim, pq pra mim tortura é ficar no frio. Mas, a minha idéia central de inferno, é a repetição. A mesmice. Uma coisa igualzinha à outra. Fatos repetitivos. Ciclos que não são saudáveis. As mesmas piadas, as mesmas brincadeiras, os mesmos comentários.

E entende agora, pq pra mim esperar e continuar neste ciclo fechado é tão chato pra mim?

25 de jun de 2008

PLANETÁRIO

O Renatzzz, sei que vai me xingar..... mas ele sempre xinga.

O Planetário de Sampa, que fica no Ibira (nossa, quantas abreviações...), re-inagurou faz pouco tempo. Pois bem, por causa das comemorações dos 100 anos da imigração Japa, fizeram uma apresentação diferente.

Consiste na projeção do céu de Kobe, no dia que o Kasato Maru partiu, passando por todos os portos do caminho até chegar aqui, em Santos. A narração, eu bem que conhecia aquela voz: Walmir Cardoso, o astrônomo que apresentava um programa super especial na TV Cultura.

O que faz do Walmir um profissional especial, é o fato dele ser um ótimo contador de histórias. Então, ele ía contando as lendas em torno das mesmas estrelas e pequenas constelações, através dos portos.

No meio da apresentação, um músico executava a flauta japonesa de bambu. Lindooooooooo! Também eram projetadas no céu do planetário, fotos da viagem e desenhos que uma garota (na época, 17 anos) fez durante a viagem do Japão até aqui.

Foi muito lindo. O namorado achou que de tudo o que temos visto sobre as comemorações do Centenário, essa de longe ganha de tudo o que vimos.

Fica só até dia 29/06. E tô pensando em voltar lá.....

Do jeito que a apresentação é bem "amarrada" em som, imagens e história, vc entende que tudo o que vc assistiu é verdade, quando olha pro lado e vê os japas que ali estão presentes.

Lindo demais.

Rê, se não der pra gente ir juntos (eu sei...) vê se pelo menos essa apresentação especial vc vai assistir, pq vale a pena. Depois, marcamos uma apresentação normal de lá, OK?

EMOCIONANTE

Ontem, foi o último aulda do semestre lá do meu voluntariado. Claro que só apareceram os alunos que acreditam que alguma coisa vai mudar na vida deles, se depender deles mesmos. Claro, havia um tb que só foi pra ver a nota (baixa) dele.

Bom, como não sabemos mesmo com quem nossa sala vai juntar e quais serão os professores deles, eu e o Dé, decidimos passar alguma coisa que acrescentasse na vida deles.

Além da dinâmica que fizemos, que foi muito produtiva, os vídeos que passamos foram sobre Aids (aquele video premiado francês) e um vídeo sobre bebida e direção.

Ontem, foram muitas emoções misturadas. Durante o debate, descobri que duas alunas eram adotadas. Não que pra mim faça diferença no tratamento que dispenso a elas, mas pq fortalecem em mim certas convicções minhas.

Também perceber que no debate, os alunos que lá estavam, falaram com argumentos, com coerência.... me dá a impressão que as nossas aulas acrescentaram um pouquinho mesmo.

Além do mais, muitos choraram com o vídeo de bebida e direção. Alguns se deram conta tb que por mais que já exista o coquetel AZT, a qualidade de vida de quem tem Aids, nem é tão boa assim, então, pra quê arriscar, não é?

No final, na hora de nos despedirmos, deixamos claro que mesmo que nós não formos mais os professores deles, eles sempre poderão contar conosco. E mesmo assim, alguns choraram..... foi bonitinho.

E eu? Será que chorei?

Deixei as minhas lágrimas pra formatura. E sugeri o mesmo pra eles.

Agora são férias e estou me perguntando o que farei durante o mês de Julho, sem voluntariado.

24 de jun de 2008

FESTA JOANINA

Eu gosto de Festa Junina, apesa de que na infância, só participei de uma. Depois, teve uma no pré do meu irmão. E só.

Tudo motivado pela lavagem cerebral que meus pais se submeteram pela filosofia de vida que eles resolveram levar. Eles resolveram e nós filhos de lambuja, acabamos vivendo assim...... que maravilha. Quermesse então, a gente sabia que tinha, mas era pecado recomendável não participar.

Ok, nós os filhos crescemos (por dentro e por fora, embora eu não tenha crescido muito por fora) o suficiente pra promover uma libertação familiar.

Há alguns anos eu tenho ido em quermesse e até já contei aqui a do ano passado.

Mas esse ano foi especial, pq a nossa Fifia vestiu-se pela primeira vez de caipirinha:

Ela com seu amiguinho, Zion. (lê-se Záiôn)

Mas, ela tem dois anos completo, é tímida..... então ela a princípio não curtiu muito. Apenas quando começaram as brincadeiras (e aí é a parte que a família entra pra brincar "pelos pequenos") e a Fifia abriu o sorrisão dela.

Brincamos de pescaria, depois foi de galinhada (que era catapultar um frango de plástico pra dentro da panela), teve o momento das biribinhas......

Na hora de dançar, como a turma dela é muito pequenina, as mães foram junto com as crianças (pra desespero da cunhada, que é mega tímida) e no que deu? As crianças em um círculo olhando pras mães dançarem..... ahahahahahahahahahaha.

As comida..... cachorro-quente, caldo de mocotó (eca) e pizza. Claro que fui na pizza. Doces: broa de milho, bolo de fubá, torta de morango, mousse de chocolate e pirulitos de chocolate. Claro que essa parte dos doces não era muito junina, mas pense que lá só tinham crianças acostumadas com esses doces. Enfim, eu faria diferente.

Teve bingo e participamos de um. Meu empenho em ganhar era tanto que a Fifia chegou a dizer "Vai tia, ganha!!!!" Ahahahahahahahahahaa. Mas não ganhei.... nem linha, nem tchinquina....

Daí tinha tb um jegue pras crianças darem um rolê. Levei a pequena, pq há muito tempo prometi levá-la no Jockey pra andar a cavalo e ir se acostumando com os animais ditos grandes, pra não ser daqueles adultos ridículos que tem medo de natureza. Como se não fossem símios, né?

Aqui, o encontro de 3 animais:

A gatinha, o jegue e a mula.

Ela até curtiu, embora tenha ficado com um pouco de medo e não encarou uma segunda vez. Mas contando que tinham coisas mais legais pra fazer como dançar e ir atrás dos amiguinhos, comer mousse com bolinha de chocolate; não a culpo.

Essa foi a primeira de muitas festas juninas nossas. Ano que vem, será diferente... cada idade tem uma gracinha pra nós adultos bocós babarmos. Vide minha foto de bocó-babona.

Menção honrosa: a "tia" da escolinha, feia pra dedéu, se vestiu de caipira, pintou as bochechas e pôs pintinhas, fez trancinhas (até aí foi engraçadinho da parte dela) e ela pintou um dente pra fazer de banguela. Pra ficar feia...... como se precisasse

23 de jun de 2008

PÇA DA REPÚBLICA

Putz! Se tem uma coisa mais brega em fotos que aqueles balõezinhos com diálogos, simulando ser um gibi, são fotos com datas.

E eu tirei sem querer TODAS as fotos com data no fds. Isso pq em função das fotos pra prefeitura de Sampa, esqueci de mudar a configuração da câmera.

Pois bem, o frio nem tinha começado no Sábado. Aliás, estava um clima bem agradável. Nisso, fui até à Pça da República, pra dar mais um passo na concretização do primeiro item das minhas metas.

No caminho, passamos pelo Theatro Municipal de Sampa, que graças a Deus, conseguiu a licitação pra realizar uma boa reforma nele:


Pedacinho do Theatro. Um dia ainda assisto alguma coisa legal nele. Mas queria primeiro de tudo, fazer aquele tour com a velhinha que mora lá desde a inaguração, que ela conta toda a história por detrás da arte ali do Theatro.

E claro, os "nativos" dos arredores, sempre cheios de charme e elegância:

Muito style!

Como eu amo a caótica e cativante, Sampa!

20 de jun de 2008

QUER DIZER QUE

basta não vir aqui um dia e acontece um monte de coisas?

Pois é, Visconde de Sabugosa morreu. Mas o pior de tudo é que ele era um ator ótimo. Daí que eu sempre digo: homenagem pra quem serve de escada pra grandes atuações dos "monstros sagrados da dramaturgia", nunca ninguém faz.

Ou seja, um cara só consegue fazer uma ótima cena, se houver quem "rebata a bola" à altura, não é? Odeio essa coisa de só premiar o primeiro lugar. Então o terceiro e o segundo não têm valor?

*******

Ontem me deu um leve crise de labirintite. O meu mundo está rodando e olha que eu nem sou a Leila Lopes. Depois, uma puta dor de cabeça.
Meu corpo tá bagunçado. PONTO. Mas eu tô fazendo de um tudo pra pô-lo nos eixos, viu? Andando, tomando água e me alimentando.

*********

Eu e o Dé corrigimos as provas e trabalhos da garotada. Meio que já sentimos que é hora de nos despedir deles. Com certeza a Fundação irá juntar as turmas. Se bem que.... há uma reunião com nosso pedagogo e veremos qual a proposta dele. Daí dá pra gente brigar, espancá-lo e exigir que ele faça a nossa vontade e negociar que a turma continue no máximo com uma sala a mais.

E com essa reunião, acabei de receber o e-mail, teremos um "churras". Mà que catzuo de chamar churrasco de "churras"? Eu tenho ódio dessa gíria. Além do quê não como carne. Além do quê, não gosto de confraternizar, sobretudo com pessoas que pouco me conhecem e não conhecem meu senso de humor.......Ainda bem que o Dé estará junto. E tentarei levar alguma coisa não-morta pra lá.

**********

Odeio fazer um post só. De verdade. Prefiro que os assuntos fiquem espalhadinhos em post. Mas, eu não sei quando eu vou postar novamente. Claro, pq já tive tosse, cãibra, enxaqueca, afta, labirintite..... que mais pode acontecer?

*********

Quarta fui lá pra Fundação ajudá-los a aplicar as provas nos alunos que estão tentando entrar. Será uma nova turma no semestre. 107 pessoas me olhando e eu tentando fzer cara de má. Bom, só separei dois meninos que suspeito que colavam. Ou um deles era muito religioso, pela quantidade de reza que eu ouvia.

Depois, hora da entrevista. Cara, é uma Fundação pra pessoas que não têm quase que o dinheiro da condução pra ir lá frequentar o curso. Daí senta uma garota na minha frente, enfeitadíssima, vulgar que parecia estrela de filme pornô (não que eu assista, ok?) e me manda um:

"-Meu pai me deu um carro. Tá no nome da minha mãe, pq tipo assim, vai que eu arrumo confusão, né?
- E o outro carro do seu pai? Qual é?

(Porque entre outras coisas, é analisado perfil sócio-econômico)

-Uma caminhonete dessas novas, cabine dupla e tipo assim, esqueci a marca....."

Tá, e a nega quer me convencer que ela precisa entrar no Idepac pra "estudar, melhorar de vida", pq ela não tem condições de pagar sequer um cursinho de inglês?

Me diverti à beça.

*****

Encerro aqui, por enquanto.

18 de jun de 2008

AÊÊÊÊÊ-SEU "GERALDO KASSÁBI"

Então, deu uma semana e os homi vieram retirar o lixo dos vizinhos porcolinos:

Claro que teve gente que quando viu que o lixo já estava lá, aproveitou e foi emporcalhar mais ainda com suas coisas, afinal "ninguém vai reparar não é?"

Como pode reparar, o lixo era pouquinho:


E eu, como gosto dos sinais do Divino, adorei a placa do caminhão:

Luz, é tudo o que a gente precisa.

Dizer que ontem um aluno me perguntou sobre o Iluminismo.

Santa Clara, clareai nossas cabeças toscas, imundas e escurecidas!




P.S.:"Para entender o título da postagem: o nosso vice-governador, durante palanque pra dizer que o PSDB apóia o Kassab pra prefeito, disse 'Eu, venho em nome do nosso governador José Serra, trazer o abraço ao Geraldo Kassab!' Ráááááá! E o prefeito-patolino fazendo biquinho pra o vice ouvir e corrigir 'Gilberto, Gilberto, Gilberto!' "

P.S.2:"Como esse blog é lido por pessoas que não moram em Sampa, explico melhor: Geraldo Alkmin é adversário de Gilberto Kassab, apesar das alianças que os partidos deles fizeram. É como se o seu namorado te chamasse pelo nome da ex, saca?"

17 de jun de 2008

"RESUMASSO"

Blogspot estava como os professores: em greve!

Voltando um pouco no tempo, vou tentar em um post só, resumir os últimos acontecimentos.

Começo então na Sexta, quando falei com a Ludmilla e ela percebeu que eu estou bem econômica nas palavras e discutíamos (brevemente, claro) o quanto quero que as pessoas sintam a minha falta ou não. Por mim, quando eu morrer, gostaria que ninguém soubesse. Diferença nem vai fazer. E prefiro que ninguém sofra com a minha falta.

Não, eu não pretendo morrer nos próximos, deixa ver, 40 anos.....

Bom, daí no sábado fiz as minhas coisas. Vamos ocultar coisas aqui, mas eu diria que por "motivos de força maior", minha mãe teve que dormir no meu quarto. Se dormir fosse uma gincana, o placar estaria assim:

Mãe 11 pontos X Déhbora -2 pontos


Eu fui dormir, vcs nem imaginam onde. Nem eu imaginva que fosse capaz, mas dormi e cheguei a sonhar, vejam só!

*******************

No Domingo, depois de uma noite bem dormida, eis que tenho uma grata surpresa: minha carta foi publicada na Revista da Folha. Rááááá.

A felicidade é pq é difícil eles publicarem a carta na íntegra, pq eles têm que editar. Eu mandei um texto super resumido e publicaram-no na íntegra!

Depois, pq se é pra falar a verdade sobre as pseudo-dondocas da Anália Franco, que são todas umas concetta que mal falam o português, eu tô aqui pra isso, mesmo. Vão ser recalcadas assim lá no Sexshop!

É eu:

Acabada de acordar, com olheiras, com cabelo "super em ordem". (aliás, "acabada" é a única palavra que me vem na cabeça quando olho essa foto) É muita vaidade? Fazer estardalhaço por causa de uma carta? Pois então, mande a sua e vamos ver se publicam tá?

Ahahahahahahahahahaa (risada Clodovil de escárnio)

************

Voltando à coisa de eu ser resumida nas minhas conversas, eis que o Divino me mandou um sinal: estou com uma mega afta na língua. Do tamanho do meu dente. Coisa que ontem, não me deixava nem raciocinar. Juro. Não imaginei que uma afta pudesse doer tanto.

O bom é que não me deu vontade de comer. Então, apesar de eu não fazer a minha caminhada diária, ontem fiquei à base duas xícaras de chá e um pedaço de torta com ricota (pequeno) e um pão com requeijão e alface americana. O dia inteiro.

Projeto Pança Zero, a todo o vapor. E claro, de tabela, não consigo falar. portanto, mais um sinal que devo continuar sendo econômica nas palavras.

**************************

Meus sobrinhos estão de férias. Pra mim não muda nada, mas pra minha irmã que pode dormir melhor, é tudo. E se a minha irmã tá relaxada, tudo fica bem. Pra mim, inclusive. Só falta acertar as outras coisas. E tenho certeza que se acertarão.

***********

Hoje de manhã, às 10:00, na rede mundial de Tv (tudo bem, nem eu conhecia), assisti pela net, a entrevista que meu respectivo deu sobre a Jaguatirica do Zôo de São José dos Campos, que ele teve que operar. Animal em risco de extinção e com um feto morto dentro dele. Ele não gostou de se assistir, claro. Nem eu gosto das minhas fotos, nem da minha voz gravada. Sempre a gente acha que pode melhorar aqui e ali, mas considerando que nóis não é da TV, ele se saiu muito bem e tive maior orgulho!

Se depois tiver link pra entrevista, eu ponho aqui pra todos verem.

Maior inveja de ver uma jaguatirica de tão perto.

**************

Aqui, no meu cafofo, começa nova rotina. Por quê? Por vários motivos. Em breve, vcs saberão.

***********
Menção honrosa do fds: A Fifia apontar o dedo pra mim e dizer: "Focê, fica AQUI (e apontava pra debaixo da mesa) ...... e é pra pensar, FIU?"

Já dando bronca, com, a maior ênfase. Gostei de ver!



13 de jun de 2008

APROVEITANDO

Que o povinho bem xucro tava entretido com a finár de futebór, lá no congresso a movimentação foi grande por conta CPMF travestida de CSS (Cansei de Ser Sugado).

Daí que aprovaram o imposto que NÓS teremos que pagar. Como v eio o dia dos Namorados e coisa e tal.... a coisa ficou meio dipersa mesmo.

Quer saber se o seu candidato (se é que vc lembra em quem vc votou) foi a favor ou contra o imposto que VOCÊ e eu teremos que pagar?

Clica AQUI.

LINDINHO

Lindo, inteligente, e cativante!

12 de jun de 2008

TINHA QUE VIR ESCREVER HOJE MESMO

Fiquei muito excitada (ui!) pela data do dia dos namorados.... ehehehehehe.

Andava eu pela Silvio Romero agora de noite e a visão do inferno estava lá presente: casais de todos os tipos possíveis e imagináveis. Presentes com embrulhos ENORMES de celofane vagabundo eram maioria no colo das moças. Provavelmente, algum ursinho de pelúcia-cagado.

Os barzinhos, que hoje estariam cheios de bebuns fedegosos ocupando a maior parte da calçada fazendo a nós pedestres usar a rua propriamente dita pra andar, foram substituídos por casais de mãos dadas saboreando batidas ou picanhas gordurentas esfumaçadas pelo fogo e pelo CO2 dos carros.

Ahahahahahahaahaha.

Mas eu dei tanta risada......

Fora a confusão no armário: gente de cachecol e chinelo/rasteirinha com lantejoulas. Chique....

Mas assim, maior bonito ver o amor assim, espontâneo, não é? (ehehehehe). Fiquei pensando que de repente, mais interessante que a Silvio Romero, poderia ser a fila de qualquer motel. Ali sim vc deve ver de um tudo.

Daí que, as moças gastaram horas no salão ou em casa alisando o pikumã mas começou a chover.... coitado de quem nem no barzinho pode ir: a moça vai ter que decidir se vai pra casa ou vai parar de fazer doce e ir logo pro drive-in/motel/cafofo/abatedouro, antes que o pikumã vire microfone. Rááá!

Descobri que o dia dos namorados consegue ser mais ridículo que deprimente, como escrevi no post abaixo.....

Lamentei apenas uma coisa, de verdade: que eu não tinha a minha máquina na bolsa pra vcs terem um aperitivo do que eu vi.

DATA DEPRIMENTE

Para alguns, Dia dos Namorados é deprimente. Pra outros não e pra outros ainda, tanto faz.

Tô na turma do Tanto Faz.

Juro, o que eu acho deprimente, são essas mulheres e homens deprimidos pq passaram o dia dos namorados sozinhos. Que coisa mais Charlie Brown. Cara, um dia só do seu ano. UM DIA. 01. E ainda assim o povo mal amado consegue ficar deprimido.

E sinceramente, cada vez que eu olho/escuto/converso com uma pessoa que está reclamando que não tem namorado(a), eu reforço as minhas teorias sobre esse tipo de gente. Gente aliás que eu já fui. E aí acaba a paciência.

E esse dia caiu em uma Quinta. Ráááá! É comigo mesmo.

Sorte que VERDADEIRAMENTE, nunca liguei pra esse tipo de data imposta. Mesmo quando eu era da turma dos mal-amados e deprimentes. E desde quando eu aind afazia parte da turma dos avulsos.

Desejei Feliz dia dos Namorados pro meu respectivo e ele me retribuiu. Depois, levamos a vida normalmente como deve ser. Levando a vida boa (e ainda a consertar) se quisermos alcançar mais coisas. Mais situações. Mais emoções.

QUINTA

e como eu já escrevi aqui, dia difícil.

Ontem, voltei a andar. Isso pq a minha rotina abriu uma brecha e eu não aguento mais duas coisas: ficar parada e ter pancinha.

O duro é que eu sei que eu vou "enxugar" bastante, porém a pancinha vai continuar aqui, firme e forte e flácida.

Como fazia tempo que eu não andava mais (quase um ano), me admirei com as modificações: muitas lojas novas abertas. Lojas não. Melhor dizendo, estabelecimentos. TODOS DE COMIDA.

Cara, a sorte é que eu não sou gordinha, senão uma hora dessas, que adiantaria eu sair de casa para andar? Juro, desde sorveterias (que contei 3 à primeira vista), cafés (contei mais 3), pizzarias, docerias...... tudo de comer.

Cheguei em casa, depois de andar uma hora pelo percurso que eu costumava CORRER, tomei um prato de sopa e fui deitar. Sem comer pão. E fui deitar pra não sentir falta do pão.

Preciso mesmo é depois de ter de novo a rotina de andar/correr, adquirir a rotina das abdominais. Mas juro, se me oferecessem uma lipo, juro que eu faria. Pq a minha banha é bem molinha, não é dura..... o resto do corpo tá em ordem e o meu peso, pasme, chegando abaixo do que deveria.

Não estou grávida, se é que vc pensou nisso. Tudo culpa também da minha postura errada a que eu me submeti por esses dois anos. Na hora de andar, preciso corrigir a postura tb. Claro, as calcinhas e calças jeans de cintura baixa, também contribuíram.

Parte hormonal, em ordem. (Com exceção do mês passado, por culpa do antiestamínico) Ou seja, alimentação mais do que saudável + vida estressante * estresse= pança.

Mas, tendo em vista que eu ganhei a pança por tentar entrar na maior empresa do Brasil e mais que dois passos já foram adiante nesta caminhada, só falta a barriga nova que eu prometi no post das metas.

Eu chego lá!

11 de jun de 2008

GENTILEZA

Durante o seminário que falei no post anterior, aconteceu outra coisa bacana: o André e eu formamos os grupos, misturando as panelinhas que a classe tem.

Bom, acontece que alguns faltaram e uma menina que faltou, quando soube que tinha um trabalho pra ser apresentado, se enfiou em um grupo qualquer para apresentar.

Eu achava que isso tinha sido na hora da apresentação, mas tivemos a confirmação que não, quando ela trouxe em um embrulhinho muito bem feito, "um presente pra senhora e pro senhor":


"Professora, são sementes de pau-brasil que meu pai tinha e nosso grupo está presenteando vocês":

Precisa dizer que fiquei emocionada?

Pelo gesto e pelo fato que finalmente vou poder dizer que eu, môá vou plantar uma árvore?

Preciso agora descobrir "onde", mas tudo ótimo!

ESSAS COISAS, NINGUÉM EXPLICA

Ontem, no voluntariado, como pedimos na aula passada, os grupos que formamos trouxeram para a classe, ONGs que já existem sobre o meio ambiente e fizeram um seminário diferente do que faziam no ensino médio.

Eles vinham "vender o peixe" da ONG e eram sabatinados pelos colegas e por nós,professores.

Foi legal ver que os outros colegas, faziam perguntas bem elaboradas pra entender as ONGs dos outros. Legal também ver que na simplicidade da idade deles (a maioria não chegou aos 18 anos) e na simplicadade da vida que levam, da auto estima que têm, eles conseguiram (na sua maioria) apresentar ótimos trabalhos.

Estávamos eu e o Dedé, avaliando a desenvoltura de falar em público e como tb eles reagiam quando confrontados (nisso eu provoquei bastante ehehehehe). Isso tudo para que quando eles forem fazer uma entrevista de emprego, possam se sair bem, pq é uma situação conflitante.

Quando todos terminaram, eu e o Dé, fizemos algumas considerações não só sobre como eles se saíram, mas tb sobre o tema do meio ambiente, pq somos apaixonados pelo tema.

Daí que nós falávamos da saída da Marina do ministério por causa de um aluno que perguntou e fiz uma breve apresentação de quem ela foi. Chocante ver que ninguém conhecia o Chico Mendes. Mas como eu sou infantil: quando eu tinha a idade deles, quase ninguém da minha classe, conhecia o Chico Mendes.

Lógico que foi um choque quando eles ouviram que há 20 anos, alguém morreu por conta do cartel da Amazônia. Que sua morte já estava premeditada. Eles achavam que isso tudo, era coisa nova.......

Isso que a gente quer provocar neles: que eles tenham curiosidade, que se choquem com as coisas más e não as aceitem e que principalmente, que joguem sementes de produtividade e consciência nas suas comunidades.

Hoje de manhã, abro o Terra e vejo ISSO AQUI.

Acreditam que fiquei emocionada de verdade? Tipo, com lágrima no olho......

Como explicar essa "coincidência"?

10 de jun de 2008

SEM RECLAMAR

minha mãe não pode mais dizer que eu nunca dou nada pra ela: ela está gripada!

(momento malvado ehehehehehe)

DEPOIS EU QUEM SOU FRESQUINHA, NÉ?

Falamos sobre muros nos post abaixo. E esse muro do colégio Ascendino Reis, já me deu muita dor de cabeça.

Me fala o que é que se passa na cabeça de um infeliz que acha que entulho e móvel velho, assim, com uma privada e o assento dela, podem ser jogados na rua.... Só pq no paredão não tem ninguém?


Meu.... que merda. E dizer que é gente que mora do lado, que acorda todos os dias e vê isso numa boa antes de ir trabalhar.


Tipo, adianta ter a casa, a loja, toda arrumadinha se a rua tá parecendo um lixão?

Super chique, né?

Há quatro anos eu não tinha problemas desse tipo. Até hoje. Daí fotografei pela milionésima vez e mandei pra prefeitura de Sampa. Toquei o terror nas comunidades do Tatuapé pra ver se o dono do lixo se toca. Ou se pelo menos alguém na casa dele comenta.

Depois eu sou fresquinha né? Mas quem é que aguenta lixo? E daí na comunidade já falaram "pra mandar pra tv pressionar a prefeitura". Meu..... ahahahahahahahahaha

Pressionar prefeitura pramódiquê? A culpa é do povão-lixão.

Pedi pra prefeitura uma placa como vi em Pinheiros, dizendo que é proibido ter lixo fora de hora e entulho. Quero mais é denunciar quem fez e fazer a pessoa passar vergonha.

Tenho uma coleção de fotos como essas e pretendo pôr no jornal com o endereço de quem fez essa imundície.

9 de jun de 2008

PESSOA-MURO

Hoje, lendo esse texto no Folhateen (sim, pq meu espírito por vezes é "teen") achei o texto bacana e tanscrevo aqui para vocês:

"PESSOAS E MUROS

Uma mulher sueca declarou na semana passada que é apaixonada pelo Muro de
Berlim. Sim, É sério. Eija Riitta, 54, inclusive incluiu Berliner-Mauer em seu
sobrenome e se considera casada com o muro (ou com o que restou dele). Isso
demonstra duas coisas: podemos nos apaixonar por qualquer coisa e esse negócio
de príncipe é uma farsa. E, se ela gamou, é porque o muro deve ter alguma
qualidade. Começamos a enlouquecer e a pensar numa espécie de classificação com
as pessoas de acordo com os muros. Concluímos que existe a.....

Pessoa Muro de Berlim
Você não sabe o que quer da vida. Uma hora quer uma coisa e, no minuto
seguinte, o oposto. Um dia acorda querendo consumir que nem uma desvairada. Na
semana seguinte, faz voto de pobreza e se filia ao movimento da Simplicidade
Voluntária. Afinal, o Muro de Berlim nem existe mais. Gostam de roupas e de
sofás retrôs.

Pessoa Muro das Lamentações
Você conhece uma pessoa assim. Como o próprio nome já diz, vive se
lamentando. Você pergunta se está tudo bem e ela começa uma palestra de cinco
horas e meia sobre os problemas da vida. E a vida como vai? A pessoa Muro
das Lamentações logo arruma um problema para azucrinar você.

Pessoa Muralha Da China
Sim, você não se contenta com um pequeno muro, constrói logo uma coisa tão
gigantesca que dá para ser vista da Lia. O problema é que, com este pensamento
gigante, acaba querendo atingir objetivos impossíveis.

Pessoa Cerca Eletrificada
De temperamento agressivo, sempre dá choques, chutes e pontapés. É sujeita
a brigas sem motivos e não deixa ninguém chegar perto. Tem dificuldade em se
relacionar e, no serviço, tem problemas com a equipe.

Pessoa Cerquinha de Desenho Animado
A pessoa regida por esse signo é ingênua e acha que a vida é cheia de
situações ideais. Tipo, o casamento perfeito, o trabalho legal e etc.

Pessoa Arame Farpado
Agressiva, violenta, adora jogar umas farpas. MAs é inteligente. E até pode
ser um bom amigo. Desde que você não tente passar por cima dela. Aí, filha, você
vai se machucar.

Mas também existem Pessoas em Cima do Muro. E essas são as
piores. Sempre. Mais vale ser um Muralha da China do que ser assim. Na vida é
preciso ter lado."



Texto de: Jô Hallack, Nina Lemos e Raq Affonso; que são deste blog.

Espero que vcs tenham gostado tanto quanto eu.


Update: E não é que uma mulher casou com a Torre Eiffel?

FDS DE TV CULTURA

Considerando que no Sábado saímos pra resolver pendências, o domingo por sua vez foi bem sossegado.

Fiquei direto na Tv Cultura (assistindo, né?), porque a programação realmente não me fazia mudar de canal. Começou com a história dos 3 porquinhos, contada por uma dupla de teatro. Fizeram uma releitura bem bacana, bem musical, atual.... adorei.

Depois, mais uma série sobre soluções para o lixo. E encontrei a madeira de plástico. Fantástico, já tô até bolando coisas pra incluí-los nos meus projetinhos.

Daí que eu já considerava o Marcos Palmeiras como um galã ator diferenciado pela preocupação que ele tem com a ecologia, contra o uso dos agrotóxicos, com a sustentabilidade na agricultura, e etc. Mas, aí ele foi pra o meio do mato para apresentar o programa Au'we que registra as várias atividades culturais, religiosas e do cotidiano dos índios.

E sabe..... eu tenho paixão por índios. E ele fez o que eu queria fazer: ficar no meio deles um bom par de semanas..... Até pq ele sendo homem, conseguiu fazer mais coisas do que eu como mulher poderia fazer na tribo. (como nadar na Lagoa Encantada)

E eu fiquei mais admirada pelo moço.

Sem interesses sequiçuais, ok?

Ah.... sem esquecer que passei pelo Canal Futura e assiti com o boca de chupar ovo Serginho Groisman apresentando, o Tempos de Escola. Programa que convida pessoas conhecidas para falar sobre seus tempos de escola. Mostram boletins, colegas de turma, a escola propriamente dita. Acho bacana.

Foi super-televisivo esse fds.

6 de jun de 2008

MAIS UMA SEMANA

que se foi.

Sem nenhum sobressalto.

As coisas acontecem muito devagar para o meu gosto. Mas é isso aí. Este fds não tem nada planejado.

No mais, estou adorando a nova corrida pra prefeitura de Sampa. Genter dizendo que errou em gestões passadas e promete não mais cometer os mesmo erros, gente que hipervalorizou o que fez, um atacando o outro.

Acho que essa eleição promete, viu?

5 de jun de 2008

NO VOLUNTARIADO

Tá dando gosto, viu?

Os alunos têm aumentado os conhecimentos gerais, estão se esforçando muito em matemática financeira, as redações a cada dia melhores....

Tenho muito orgulho de mim mesma e do Dedé por esse trabalho bacana que desenvolvemos junto à Fundação.

Fizemos uma aula ensinando meninos e meninas a darem nó de gravata, contamos um pouco a história da mesma, como combinar com cinto, meia, sapato. Vcs podem achar bobagem, mas nem todos tem pai e mãe em casa ou quando têm, os pais não usam esse tipo de roupa. Não sabem aconselhar.

Daí que veio uma outra ONG fazer uma pré-seleção profissional. E a mulher falou "de maior" e "de menor" Nossos alunos, riram dela. Eu não estava por lá, só me contaram.
Quando me contaram, falei pra eles se lembrarem que quantas vezes eu e o Dé dissemos que o modo de falar, diz muito sobre a gente. Que quando a gente pega no pé deles, é pra eles não passarem pelo papel da mulher.

Lembramos também que a mulher não pode ser só medida por esse deslize. Que ela pode (e deve ser) ser ótima profissional em outros assuntos ou trabalhos que ela desempenha. Que antes deles criticarem, que reparem no modo errado que eles ainda falam.

Estamos aprontando coisas diferentes e eles tem respondido positivamente aos nossos estímulos. Três alunos nossos, já conseguiram emprego e creditam o sucesso às aulas que tiveram com a gente. Eu muitas vezes, tenho que segurar a emoção quando eles vêm agradecer de um modo mais incisivo, mais pessoal.

Mas faço questão que os outros alunos saibam. Contar histórias de sucesso, é difícil. Todo mundo tem medo da inveja..... que besteira. Há tanta gente mais que torce pra o bem da gente!

E eles aplaudem os colegas, esperando quando será a vez deles contarem que coisas boas aconteceram com eles.

PAPOS "CABEÇA" (OU NÃO)

(Preâmbulo)

Ok, o blog é meu.

E ainda se chama Mundo Sano, portanto, é sobre tudo o que se passa na minha cabeça. Então leitores, aguentem, suportem...

Hoje é um dia daqueles. Mas eu sei que toda a Quinta é difícil mesmo. Nada esotérico ou exotérico, é por ser um dia na minha rotina que eu me envolvo com certas coisas. Por vezes a Quinta fica assim, pesada.

Nessas Quintas que são pesadas, acontece de um tudo : pode acreditar. Hoje, por exemplo, aconteceu. Não tem nem tanta importância, mas hoje, como é um dia daqueles, acabou que tomou importância.

(Fecha preâmbulo)



Bom, hoje de manhã, minha mãe veio perguntar pra mim, a minha opinião sobre o cabelo novo dela. "Normal, ficou bom", eu disse. Daí ela veio me dizer que o cabeleireiro, era o mesmo que cortava meu cabelo há um tempão (quando eu tinha dinheiro) e que como ele perdeu muita freguesia pq começou a acreditar na força da peruca e resolveu cobrar até pra encostar a tesoura no cabelo (que dirá cortar), praticamente implorou pra minha mãe ir de novo no salão novo dele....

Daí ela veio me dizer as vantagens dos preços e coisa e tal. Contou novidades dele, do salão e etc.
Vou pular a parte que eu não me lembro de não ter perguntado absolutamente NADA a respeito desse cabeleireiro.

Daí, ela me disse que "o dia que eu quisesse, ficava fácil eu ir com ela, meia hora de busão e tal". E eu não disse nada. (Como sempre)

Daí ela dispara: "ele pediu pra dar o recado".

Puta que o pariu, ribanceira com lesmas!!!!!

Daí eu disse "recado dado" e fui embora de casa.

Meu.... são essas coisas que me deixam puta (que nem seu LILI)

O cara, era meu super-mega-hiper amigo. Daí fiquei sem dinheiro, o cara nem me ligou mais. Um dia, juntei um dinheirinho e pedi pra ser atendida por ele, que por sua vez, me repassou pra uma fulana (estragar meu cabelo).

Nunca mais sequer me ligou. Mesmo. Nem pra ouvir da minha boca: "Sabe o que é, eu tô sem grana, pq a vida resolveu me fuder sem vaselina, de vez."

Talvez ele seja como aquelas outras pessoas que sabem de mim pela minha mãe. Ahã. Mais fácil, né? Não precisa se envolver. Não precisa escutar, não precisa fingir um interesse que não tem, ou melhor, que nunca teve.

Curioso, é que se corta cabelo DE CADA PESSOA, não é? Tipo, quando eu precisava cortar, hidratar, reflexear e etc, não bastava eu mandar minha mãe lá, eu tinha que ir, certo? Pois eu na minha infantilidade, achava que pra saber de mim, bastava me ligar.

Bom, o caso é que eu não vou mais. Assim como eu recomendei ele pra trocentas pessoas, que emprestei cheque pra ele fazer compras e etc, vamos fazer assim: fingimos que eu morri. E mortos não atendem mais recados nenhum.

Olha só, vaidosa como eu sempre fui e o meu cabelo parece um arame farpado embolado, o que de pior pode acontecer? Por 3 vezes cortei meu cabelo sozinha. Tem algum cabeleireiro que vai me estragar mais ainda o cabelo? E se estragar? O cabelo cresce.....Pior do que o cabelo já está, não vai ficar. E eu desfilo todos os dias o meu cabelo assim.

Fato é que assim como eu, ele é profissional totalmente repositável, substituível.

Ele, não preciso nem desejar sucesso, pq ele é um ÓTIMO profissional. Mas como pessoa, como amigo, bom, aqui também o assunto não é esse. O assunto é sobre o cabeleireiro que me mandou um recado e que quer que eu visite a ximboca do salão dele. Sim, hoje é ximboca, mas ele vai crescer, vai voltar a cobrar o olho da cara, vai deconsiderar as pessoas, vai perder clientes..... vcs duvidam?

Sucesso, viu pessoa! E juízo! Trate as pessoas como pessoas e vc não precisará nem de propaganda.

Essas pessoas é que me fazem, por vezes, acreditar que sem dinheiro, eu, a Déhbora, não sou nada, não tenho valor nenhum.

**********
(No mesmo assunto)

Quando essas coisas acontecem, eu me lembro dos "amigos" super-fantásticos que eu tenho.

Daqueles que não ligaram pra perguntar um telefone de um profissional/laboratório/pessoa que estavam precisando e claro, na verdade só queriam saber como a gente está.

Daqueles que quando pisam feio na bola com a gente, se esquecem de vir pedir desculpa, mas ligam fingindo que nada aconteceu.

Aqueles que mandavam milhões de e-mails perguntando sobre si mesmos (já que eu sou pessoa totalmente relevante e meus problemas e alegrias não interessam) e de repente, logo assim que a vida volta a sorrir, sequer mandam um "oi, só mandei esse e-mail pra dizer que eu tô feliz)

Ou aqueles que quando eram jovenzinhos, que nunca tinham trabalhado na vida, eu deixava pôr no currículo que tinha trabalhado na minha empresa, só pra facilitar nas entrevistas de emprego e hoje, trabalhando em multinacional, nem ligam pra saber como eu estou.

Depois, há gente que diz que eu sou amargurada. Olha, se vc se importar com ingratidão dos outros é amargura, putz, então eu sou amarga, foda-se.

********

No mais, eu sei que a vida dessas pessoas, continuará a ser sempre o vazio dos inúmeros divórcios, os desapegos às suas mães queridas e a volta delas nas suas vidas ocas, nos namorados que nunca satisfazem, nas clientes que abandonam, na dúvida dos caminhos profissionais a seguir, tentando provar pra paquera que é hétero, enfim.....

Eu continuarei aqui, amarga e tentando fazer novas amizades. Pq essas, sinceramente, eu até me comunico, mas pra mim, perderam a graça.

E claro, suas vidas patéticas, também não me fazem falta.

(Fecha)

P.S.:" Podem apedrejar, já tô acostumada mesmo. Fodam-se vocês."

P.S.2:"Não, é verdade! É um post nada cristão nem evoluído espiritualmente. Nem o Ps de cima é.....ehehehehehe"

3 de jun de 2008

REMEDINHOS E AFINS

Ok, mais um papo "hipô".

Eu sou uma pessoa que não me dou bem com remédios. A prova tá aí, esses dias. Meus hormônios ficaram bem bagunçados depois da última leva de antiestamínicos.

Eu preferia gritar té acabar com voz com todas as pessoas que convvem comigo (e não têm culpa de nada) do que sentir a dor de cabeça femonemal que eu tô sentindo.

Ontem, depois de muito relutar, acabei tomando mais um remedinho pra dor de cabeça. O custo disso? É que eu sei que no fional do dia, terei outra.

Ô fígado preguicento e xiliquento, viu?

2 de jun de 2008

MÍDIA E SUAS REPORTAGENS

Bom, esqueçam o fato de que o novo cenário da Grôbo não permite que os seus apresentadores possam inalar o maravilhoso aroma de merda estragada do Rio Pinheiros.

Eles apresentam uma reportagem:



Dái falam que os caras "foram liberados". Mentira!

Quem é pego pichando qualquer coisa, responde processo sim. Aconteceu em um das minhas casas. Acho que já escrevi sobre esse capítulo aqui. Só que o "seu zé" vê isso no "jorná da Grôbo" e se pergunta pq ele levaria os pichadores na delegacia, se depois é tudo liberado.....

Credo!

FDS DE FILMES

Como eu fiquei "avulsa" esse fds, me diverti do jeito que eu pude.

Então, peguei alguns filmes pra ver. Considerando que no domingo levantei da cama o meio dia e pouco, posso dizer que passei o dia todo vendo filmes.

Assisti:

  1. A Grande Família (legal)
  2. Os Mensageiros (gostei)
  3. Christiane F. (só tinha lido)
  4. Carandiru (só tinha lido e visto pedaços na TV)
  5. O Sétimo Dia (espanhol, ótimo com O maísculo)

Espero que os links funcionem...... De todos, recomendo muito o Sétimo Dia. Christiane F, acho que por ser dublado e o filme muito escuro, ei lá, não curti tanto quanto imaginava curtir.