3 de set de 2008

SOBRE A INTERNET (AINDA)

Descobri algumas coisas legais, fuçando por aí.

Uma delas é que aquela minha reclamação antiga na Anatel sobre o fato da TVA vender telefone+internet e quando pifa tudo, vc fica ad eternum esperando eles resolverem, uma vez que não tem como vc ligar (afinal está sem telefone) pra resolver o problema da sua conexão (a menos que vc ligue de um celular e aí, lá vai barão....)

(nossa, quantos parênteses......, o que eu estava falando mesmo?)

Anyway, o negócio é o seguinte. Reclamei sobre o fato da minha operadora não ter um 0800 para resolver nossos problemas e voilà: descubro em uma comunidade do Orkut que sim, que a TVA tem um 0800 pra resolver os teus problemas.

Meu, depender de um Orkut pra saber dessas coisas é de funhanhar com a vida de uma pessoa, não é?

Anote aí, caro assinante da TVA : 0800 704 2813. (E divulgue)

Bom, hoje de manhã fiquei sem internet e soube que estavam realizando alguma manutenção pela região. Daí veio o mocinho que iria arrumar a bagaça que aumentava os meus K de conexão. Curiosamente ele veio antes do horário marcado. Palmas pra TVA!!!!!!

Daí ele teve que subir no poste da rua e constatou que a minha ligação com a central, a rebimboca da parafuseta, estava pra lá de oxidada, zoada a ponto de que ele pra desconectar, teve que cortar o cabo, tamanha ferrugem.

Ele limpou, arrumou, engraxou, lustrou e sei lá mais o quê e testou a minha net, que por conta da manutenção da região, continuava sem pegar.

Depois que tudo passou, testei e a minha conexão está além dos 600k contratados. Mas ó, não é culpa minha. Quem subiu no poste e arrumou as bagaça não fui eu, né?!

Se eu soubesse, já teria reclamado ANTES!

DESABANDO

Basta eu resolver alguma coisa, que parece que as coisas antigas, velhas e adormecidas, pra não dizer apodrecidas, voltam à baila.

O pior é que eu acabo me desgastando com a pessoa que menos teve culpa em todas as coisas. Acabo fazendo com que essa pessoa que tanto quer me ajudar, acabe desistindo de me ajudar.

Sei que a minha vida por deveras está complicada e isso não é um papo aiaiai-uiuiui-como-sofro. Se vcs soubessem em que ponto e encruzilhadas a minha vida chegou, fariam a mesma pergunta que as pessoas que querem me ajudar me fazem e eu todas as freak noites antes de "dormir" me faço: "Como é que as coisas chegaram a esse ponto?"


Dependo da boa vontade, de gente que esteja interessada em ajudar e de uma maneira filantrópica. Não me dando dinheiro: apenas uma orientação que me dê pelo menos uma diretriz. Você conhece alguém que pode dar informações EXATAS, seguras e sem cobrar nada? Eu não conheço, sorry.

Não durmo mais como há 4 anos dormia. Comer, viver, andar pela rua. Tudo isso parece um fardo pra uma pessoa que trabalhou já por 6 anos de domingo a domingo e nunca que se queixou por isso. Nem ficava doente.

De certa forma, acho bons as coisas desabarem para que eu não me acomode. Mas sabe, cansei e 'tô começando a desconfiar que não é justo tudo o que estou passando. Ou se for justo, que pelo menos eu não mereça. De verdade. Pq eu sempre cumpri com meus compromisso e com a minha palavra.

Preciso de ajuda, mesmo. Como? Pra quê? Não sei ainda. Preciso de alguém que me diga que tipo de ajuda e ação eu preciso pra ganhar a minha liberdade.

E creia, quando falo em liberdade, estou até dizendo sobre aquela que a Receita Federal pode me submeter.

Se vc pensou nisso, uma privação total de liberdade, vc acertou. Se vc pensou que pra chegar nesse ponto eu cometi um crime, sinto dizer que vc errou.
Infelizmente eu sou tão patética que 'tá perigando eu ir pra cadeia, sem ter feito nada. Nada não: sem fazer nada, simplesmente por ter sido omissa, por ter me comportado como a sociedade me trata por eu não ter dinheiro: NADA.