6 de ago de 2008

REENCONTROS

Ai, que coisa boa que foi!

Ontem voltamos às nossas aulas no voluntariado. Recebê-los contentes por simplesmente eu e o Dé estarmos lá, me fez lembrar da responsabilidade que tem um professor.

E com os nosso alunos, recebemos mais 19 oriundos de outra sala. Tudo é novidade para estes. E mesmo com dois lá que percebemos que estão nos testando, tudo correu mutíssimo bem, obrigada.

E o que nós ouvimos de "prof, eu lembrei tanto da senhora nas férias pq eu 'tava em dúvida com uma palavra.....", "prof André, eu comecei a ler um livro....", "prof, vcs vão passar vídeo?".

E eu achava que só eu sentia falta deles! Como eu sou bocó, não é?!

Ontem para dar uma noção geral do que eles vão ter que estudar sobre impostos municipais e estaduais, o Dé teve a brilhante idéia de fazê-los entender como funcionaria nosso sistema. Mais tarde, acessei a internet junto com eles, para mostrar quantos assuntos eles podem reivindicar junto à prefeitura.

Eles entenderam que não podem ficar esperando as coisas caírem do céu e nem esperar que o "seu" vizinho faça a parte dele, para daí sim tomarem uma atitude em prol da comunidade. Alguns começaram já a enumerar no caderno, as coisas que eles lembraram estarem erradas nos bairros deles para fazer uma reclamação.

Também foi bem legal saber que alguns arrumaram emprego. Outros, que disseram o quanto a convivência de nós professores e entre colegas, melhorou a vida particular de cada um.

Espero lembrar de tudo isso para que eu possa passar por cima de algumas coisas chatas e principalmente, deixar para lá pessoas que não entendem que voluntariado é mais do que projeção social.

Menção honrosa: nossa diretora dizendo "Dé, tem uns lá que vieram muito "elétricos" e teve professor que penou. Então, faça o que tiver que fazer que eu te apoio, ok?"