17 de nov de 2008

MAIS UMA PARTICIPAÇÃO

Quinta após a enxaqueca, foi dia de gravação de mais um PodCast dos "Garotos São Espertos". Pena que eu não fotografei: nossa mesa farta de batatas fritas (assadas) com cerveja.

A microfonia foi diminuída, mas prometemos que no próximo, estará tudo 100%. O assunto desta vez: seriados americanos. Minha paixão televisiva é por seriados de tv. Não gosto de novelas.... mas seriados.....difícil achar um que eu eu não goste.

Aqui o link pra vcs curtirem minha linda voz e meu humor contagiante.

MOACYR FRANCO

Seguinte: na Quarta eu fui pra Fundação que sou voluntária para ajudar no vestibular e entrevista dos alunos do próximo ano. Coisa de 80 pessoas pra entrevistar. Enfim. E seria um dia de vestibular e entrevista atípico porque nós sabíamos que o coral da Fundação (com participação dos alunos e ex-alunos) receberiam o maestro do Moacyr Franco.

Bom, terminei o meu selviçu e morrendo de fome fui à cozinha assaltar a geladeira ver se tinha alguma coisa pra eu comer. Daí fiquei sabendo que o Moacyr Franco in person estava por lá no auditório. Meu.... Moacyr Franco..... tipo, o cara que escreve coisas bacanas de humor (sem aquele "super bom gosto" das piadas do Zorra Total), que faz músicas que viraram cool, que escreve e fala sobre política com uma lucidez bacana e, pra mim o motivo mais motivo do mundo, ESCREVEU LETRAS PRA RITA LEE GRAVAR.

Tipo, ele é velhinho mas tem rock'n'roll na véia veia!!!!!

Com vergonha de encontrá-lo, decidi que iria embora sem vê-lo. Tipo, eu ía chegar lá e dizer "nossa, seu Moacyr, sou super sua fã e adorei as músicas que o senhor fez pra Rita Lee"? Tenho certeza que ele escutaria até o "sou super sua fã" e o resto ele ouviria "blábláblá whiskas sachê"....... E eu detesto quando não prestam atenção quando eu falo porque eu sou egocêntrica/carente

'Tá, só que o próprio Moacyr estragou meu plano de fuga à francesa: estava bem na saída, na frente da mesa do café e com a minha coordenadora pedagógica, o cordenador/chefe do coral e o prof VanVan (ilustre deste blog). Ou seja, no mínimo eu teria que ser educada. Foi o que fiz: "Boa Tarde!"---- e estendi a mão.

Meu.......

O Moacyr me puxou-me e me deu um abraço que eu fiquei vermelha........ e todos começaram a rir de mim pq eu fiquei vermelha......

Daí ele me perguntou se ninguém me abraçava lá e eu, com o pouco de cara de pau/defesa que me restou disse "que nunca ninguém me abraçava" e daí seu Moacyr me puxou de novo, me deu beijos.... e eu fiquei .....púrpura.

Meu discurso pra agradecer as músicas que ele fez pra Rita Lee, nessa hora..... sei lá onde estava.

Como é seu Moacyr? Exatamente como vemos nas fotos:

Quer dizer, ponha no fotoxópi mais cabelos brancos. De resto, ele é magrinho, mas é fofo. Não sei explicar. Ehehehehehehehehee.

Eu gostava mesmo é desse visual aqui:



Belas costeletas:

Enfim, sei que os alunos adoraram ele e vão gravar uma música juntos. Dizem que ele ficou bem surpreendido pela solista do Coral.

No mais, poxa, ele é o pai do Guto. O cara que dirige o Didí Mocó (vegetariano como eu) e por isso ele também merecia ser elogiado.

Nhá! Conhecer celebridades/pessoas notórias/artistas, sempre é desconfortável pra mim. Me ponho no lugar da pessoa e fico imaginando como deve ser todos olharem pra vc e te conhecerem e pra vc essas pessoas serem todas estranhas.

Na verdade, acho que me ponho no lugar dos outros mais do que deveria. Eu deveria ter falado em alto e bom som: "Adorei o 'Tudo vira Bosta!', seu Moacyr!". Mesmo que depois os meus coordenadores me olhassem estranho......

o seu Moacyr entenderia......

ENTÃO

Como eu ía dizendo.....

Na verdade eu fui atropelada por um caminhão de acontecimentos. Dentre eles, uma enxaqueca filh da mãe que me deixou inválida por um dia inteiro. Bom, o caso é que eu dei a volta por cima. E no dia seguinte, parecia que um trator tinha passado por mim.

Tenho muuuitas coisas legais pra contar. Mesmo. A coisa é que vejamos bem: acordei super cedo hoje, pq preciso ir ao dentista. Mas neste exato momento que escrevo este post, chove que é um beleza e meu dentista, é na outra ponta do bairro. Uns 20 minutos de caminhada.

Bom, espero poder ir mesmo, pq além de ser o único dia disponível, ainda dói o tal dentão. Veremos o que dá tempo de eu escrever até eu me despedir do pc e encontrar com ele.