12 de mar de 2009

QUE BELEZINHA

Estou adorando meu trabalho! Era aquilo que a princípio tinha me proposto fazer e apesar de ser longe, de ser chato chegar lá e de acordar muuuito cedo, eu estou gostando muito.

Os colegas me ensinaram tudo o que eu precisava e parece que eles vão com a minha cara. Mas além de tudo, eu carimbo. Gente, eu carimbo! PÁ! Eu sempre quis um trabalho de carimbo. Ehehehehehehee. Adoro ser criativa e tudo o mais, mas há anos eu precisava de um trabalho de carimbo que além de tudo, depois do horário, eu não preciso me preocupar com nada relativo ao trabalho.

********
Trem. Ainda há gente jogando lixo pela janela e eu continuo não poder esculachar como deveria falar nada.

Porém, as vendas cessaram de vez.

******

Não vejo a hora de contar as próximas novidades. Quer dizer, elas acontecerem de fato e eu poder contar.

*******

Pequeno passeio no domingo como há muito não fazia. Lugar legal, sem gente enchendo, natureza à minha volta e vinho. Hic. Mas não dei vexame nenhum, 'tá?
Pra vcs ficam essas fotinhas aqui:





Mais não conto!

***********

Fifia vai fazer aniversário em breve e como os pais dela prometeram festinha, ela sai contando a novidade e depois convidando. Incluindo o pediatra dela. Essa sabe fazer networking como ninguém, não é?

**********

Saudades de blogar. Blogar com calma. Mas pelo que parece, só terei um dia da semana pra isso.

*******

E a faxina em si? Acredito que começa mesmo partir da próxima semana. Vejemos!

5 de mar de 2009

COMECEI A FAXINA

Tenho tanto pra escrever e haja dedinho pra digitar.

Vamos lá às novidades sobre esta nova fase da vida que me encontro. Pois bem, meu trabalho é tudo aquilo que eu queria fazer (por enquanto) e pena que eu não posso dar mais detalhes sobre ele.

Tenho aprendido muitas coisas e as pessoas que têm me ensinado são bem pacientes e têm muita boa vontade.

Claro que pela minha timidez inicial, pela postura que eu sei que uso como defesa; o começo foi difícil.
E que pena mesmo não poder dar mais detalhes, mas quase "perdi" meu trabalho. "Perdi" modo de dizer. Não há nada que possa tirar meu trabalho, porém, (pq sempre há um porém), há pessoas que atrapalham bastante a vida da gente e por desconhecerem certas coisas, se acham no direito de atrapalhar. Pois bem, seria uma briga daquelas com direito a uso (e abuso) de advogados. Uma daquelas histórias que o Renatzzz adora ler por aqui.

Mas tudo se resolveu a custo de alguma conversa, algumas lágrimas e injustiças que preferi engolir para deixá-las crescer, tomar forma e sairem de uma vez por todas em forma de .... (bom, aguardem os próximos capítulos...ehehehehe).

O caso é que tem gente que por ser burro, preguiçoso e etc (para não me delongar), usa da grosseria, da humilhação para conseguir o pouco, relativo e momentâneo poder que tem em mãos. Mas isso não é novidade não é mesmo? Só quando esses brutucus resolvem sair da caverna.

Mas não vou conviver diretamente com o Brucutu. Então foda-se. Mas saibam que poderei comentar do Brucutu, certo? Virou tipo, um montinho de lixo a mais que eu precisarei um dia faxinar da face da Terra.

**********
O caminho

Não trabalho em Sampa City. Trabalho em outro município. E volto pra dormir em Sampa. E assim estou nesses dias indo e vindo durante uma hora pra ir e outra pra voltar. Isso contando a parte de metrô e trem, sem contar as partes que eu ando, ando e ando.

Vou cheirando de tudo um pouco: desde de perfumes baratos, desodorantes de todos os tipos de fragrâncias e a falta dele tb. E vendem de tudo dentro do trem (se bem que esses dias, pararam de vender as coisas.)

Peguei pulga na primeira semana e fiquei com as pernas bem mordidinhas. Curiosamente não as peguei mais.

O que me irrita? Pessoas, claro. Pessoas que teimam em jogar o lixo pela janela. Ô povo bunda que só faz sujeira nesse mundo de meu God.

E o pior é que nem posso falar nada, não posso me meter a valente como de costume porque o povo que frequenta o trem além de mal educado é troncudo a ponto de me dar um catiripapo caso eu os teime em educá-los. E são feios.... Meu Deus quanta gente feia. F-E-I-A.

*********
Dona Mãe comprou uma necessaire mais robusta pra eu usar de marmiteira. E levo marmita todos os dias. Vejo gente trocando comida e sinceramente não sinto de vontade de fazer o mesmo. Devo ser muito esquisita mesmo.
O que eu estranho? Ter uma hora pra comer. Tipo UMA HORA. Eu, que sempre almocei em minutos pq tinha dois telefones pra atender e clientes pra dar atenção. Anos, anos e anos eu nunca soube o que era ter meia hora sem falar e nem atender ligações durante meu almoço e agora tenho UMA HORA INTEIRAAAAA. Não consigo usufruir ainda dessa hora. Como passarinho que sai da gaiola e não sabe voar.

********
Voluntariado. Nova classe, 70 jovens ávidos por conhecimentos. 'Tá, nem tanto assim. O que sinto em relação às primeiras aulas em comparação com a turma anterior que peguei quando eles já tinham formado alianças (à la Bial) é que os maus hábitos ainda não estão arraigados, portanto eu e a Dotôra-Daniela estamos fazendo de um tudo pra que eles continuem bonitinhos-educadinhos.

Eles estranharam pouco as primeiras aulas, pq além dos ditados, os vídeos e figuras para discussão, as músicas e etc; os deixaram meio empolgados, meio maravilhados (e se for possível outro "meio) e meio desafiados.

Também é uma turma mais madura que a anterior: na média a idade deles é de 20 anos e isso faz diferença.

Estou feliz por ter mais essa oportunidade de aprender enquanto ensino.


*************

Fifia cada dia mais linda. Com seus cílios longos e fartos que moram em olhos amendoadamente mestiços luso-japoneses, ela abre meu "estojo dos milagres" e pede: "Tiaaaaa, vamos maquiar?". Como se aquela lindeza precisasse. E claro, ela adora "usar" curvex: basta que eu o encoste nos olhinhos delicadamente fechados e faça um "tic-tic" com a minha boca pra que ela acredite que usou o tal.

Depois ela pega um dos meus pincéis e "passa" um blush imaginário nos meus olhos, boca, nariz, e claro..... bochechas.


**********
Namorado feliz por mim, ansioso por ele. Mas este blog não é pra falar dele. Mas posso pelo menos dizer que sou muito grata a ele e que o amo muito?

************
Eu, como boa faxineira que sou, não só dou dicas como também ordens de como se limpar as coisas. Dotôra-Daniela está pintando a casa (com cores que ajudei a escolher, óbvio!) e a sujeira lá..... daí eu ensinei que pra tirar a "inhanha", nada melhor que amoníaco. "Que amoníaco?", vc pode me perguntar. Bom, caso vc não queira entrar em uma casa de macumba de artigos religiosos, vc deve ir ao mercado e comprar o famoso ajáquis branquinho. Daí vc molha o pano com água e passa puro nos móveis, incluindo embaixo do colchão (onde nossa energia se recupera) e depois vai "enxaguando" com panos úmidos quase secos.

Daí hoje a Dotôra me liga e diz que deu muito trabalho, então que ela preferiu usar.... bombril com ajáquis. No móvel, Bombril. Eu quase a matei.

Mas, parei por um minuto e entendi as diferenças: ela, uma dotôra. Eu, uma faxineira.
Depois conto do quarto "algodão doce" dela.

*******
Outro dia, prof VanVan queria saber onde pôr os pratos, copos e utensílios domésticos no apê-recém-novo dele. Eu lá com ele. Os dois só papeando. Eu disse "vou lavando, vc enxugando e guardando já as coisas no lugar!". Sim, sou faxineira que dá ordens pra o patrão. Ahahahahahaha.
Um dia conto sobre o quarto Windosor-elegante do VanVan.
Claro, eu que ajudei a escolher tb.
*************
O que é foto de gente que sai sempre com a mesma cara, o mesmo sorriso? Pra mim são montagens..... ahahahahahahahaa.
O que é foto de uma pessoa que se descreve feliz, mas que não dá um sorrisinho? Pra mim é infelicidade pura.... ahahahahahaa.

*****
Indo trabalhar ouvindo Steve Wonder. O que é "Party Time Love"?

É bom demais da conta!

*********