12 de abr de 2009

MUITAS COISAS AO MESMO TEMPO

Com feriados na agenda, pensei que eu faria coisas diferentes, mas se eu fizesse uma, jpa me daria por feliz: dormir até tarde.

Ocorre que acordando 15 para as 6 da manhã todos os dias, levantar cedo nos feriados não é tarefa das mais fáceis. Você precisa de treino. Primeiro vc tem que fingir que não despertou mesmo com o despertador desligado. Depois vc tem que enrolar a bexiga o máximo possível para continuar dormindo. Eu sou dessas pessoas que se levanta para ir ao banheiro, não consegue mais voltar e dormir como se nada tivesse acontecido.

Conclusão: quando é 8 da manhã eu sinto que dormi até à 13:00. Mas ó, essas duas horas dão uma revigorada monstro.

*******

Tentando pôr a vida no excel. Acontece que o excel é personalizável até à página dois. E eu quero por que quero uma planilhinha mais que completa para mim. Difícil.

*******

Visitei uma lojinha muito legal. Ela vende várias peças tipo caixinhas para bagunças, enfeites e coisa e tal, incluindo móveis, todos em mdf pronto para serem pintados, decoupados ou ainda, mosaicados.

E sem contar que a vontade de personalizar tudo com certeza é maior que o espaço disponível para abrigar tantas peças..... ehehehehee. O jeito é começar a presentear o povo.

*******

E a bizarrice continua: fui a um restaurante japonês e claro que não comi nada. Mas me diverti bastante. Juntamos turmas que seriam diferentes e ao que tudo indica deu super certo.

Claro que passei no Habib's antes. Senão ficaria umpossível. Mas claro que a sobremesa-de-nome-estranho-que-não-lembro-agora feita de banana, maçã e de sorvete foram minhas.... ahahahahahaa.

********

Antes de voltar ao batente de todos os dias, nos divertimos abrindo um laguinho. (sem perguntas, ok?). Vai daí que para nos distrair, um radinho tocava músicas de MPB e comecei a raciocinar coisas super importantes do tipo: "por que o Fagner quando canta 'Canteiros' fala 'fêcho' deixando a boca bem fechada mesmo se a vogal nesse caso tem som aberto e sendo ele ainda um nordestino, deixa tudo muito mais estranho?" ou ainda, "por que a Paula Toler não faz músicas novas ao invés de cantar sempre as mesmas com arranjos diferentes?"

São os mecanismos que usamos para aliviar a tensão, não é mesmo....?

FAXINANDO O BRADESCO

Ok, lá vamos nós para uma das primeiras faxinas. O Bradescão véio de guerra e sempre muito comentado aqui no blog ora pelas filas gigantescas que eu enfrentava para pagar meus impostos antes de abrir a minha loja no horário de todo o dia, ora pelas absurdices a que sempre me submetiam.

Pois bem, quando a coisa começou a ficar preta, conversei com o gerente e pedi que fechasse a minha conta:com dinheiro faltando eu usaria o tal do limite e me danaria pra valer. Maaaaas, veio o gerentão e fez uma proposta: me dar um limite até eu resolver a situação.

Isso foi lá em maio de 2006.

Neste mesmo dia que conversei com o gerente, ele retirou um pequeno investimento que eu fazia todos os meses e aplicou em um fundo de investimento.

Pula para 2009.

Um dia antes do feriado de Páscoa, decidi ir ao Bradesco fechar a minha conta de vez, até porque a empresa pra qual trabalho, deposita tudo pelo Real. E até porque na Quinta foi ponto facultativo no município onde trabalho e eu poderia ir ao banco resolver tudinho.

Devendo R$ 158,13 para ser exata, resolvi que resgataria aquele [ironia mode on] suntuoso [ironia mode off] fundo de investimento de R$ 300,00 e saldaria a dívida de uma vez e encerraria o caso.

Mas eis que tenho uma surpresa: o fundo sumiu. Ninguém o acha. Eu não lembro do nome do investimento. E sei que ele não foi usado para cobrir a conta, uma vez que para mexer nele eu precisaria conversar com o gerente.

E procura daqui e de lá e nada. Conclusão: o que era pra ser uma coisa super simples de ser resolvida, virou um trâmite para pelo menos uma semana. Com direito a adevogada levando procuração no meu nome pra encerrar a conta.

Depois que falei com a Dani-adêvogada e ela ficou de resolver o negócio, lembrei que eu tinha mais uma poupança no Bradescão só que em outra agência. Terei que esperar mais um feriado que nãos eja feriado em Sampa pra resolver isso também.

Faxina: R$ 158,13 (sem contar juros do mês nem tarifa de uso do limite.)
Dificuldade da faxina: média. (dependerá de como a coisa desenrolará.)