7 de set de 2008

SEMANA DA PÁTRIA

Então se vc tem a mesma idade que eu (ou um pouco mais) vai lembrar-se que nesta semna, nós crianças éramos obrigadas a desenhar em todos os cadernos duas litras verdes e amarelas em diagonal na folha de todos os nosso cadernos.

Depois, no meu caso, a semana toda íamos em uma ruazinha que ficava em frente ao colégio pra cantarmos o Hino Nacional. A menina mais puxa-saco ativa na escola, geralmente era escolhida pra hastear a bandeira.

Tudo muito patriótico.....

Aliás, no final dos cadernos tínhamos duas opções: a oração de são Francisco de Assis ou o Hino Nacional. Somos uma geração que pelo menos sabemos que o Hino tem duas partes. Mesmo que alguns não saibam cantar a última.

Mas meu, que garantia tem um país que, se todos souberem cantar o Hino, seremos mais zelosos, mas patrióticos? É como o povo que acha que pra resolver os problemas criminais, o ensino religioso deveria ser obrigatório nas escolas.

Olha só: toda a vez que algum ladrão vai assaltar, ele faz a cruz e pede proteção de Deus, pra que o roubo seja bem sucedido. Vai na cadeia e puxa um "Pai Nosso que estais no céu......"
A maioria, pra não dizer 95%, sabe o Pai Nosso de cor. E a mesma coisa é o Hino.

Dizem que quando a pessoa assume um cargo público, seja por concurso ou não, ela faz um tipo de juramento com a bandeira nacional presente e deve até rolar uma estrofe do Hino. Pois bem, isso não impede a corrupção e a má vontade em durante o exercício das suas funções.

Eu sei que, eu acho lindo o Hino Nacional. Acho a Bandeira uma coisa legal, pq enaltece a Natureza. Acho lindo o desfile dos Dragões da Independência. Acharia lindo eu não ter que sofrer pra assistir a parada de 7 de Setembro.

Eu sou do tipo que me emociono nas manifestações artísticas e esportivas. Principalmente se juntar um montão de gente. E quando começa o Hino, juro, meus olhos se enchem de água. Depois quando termina o Hino e a favelada emergente de meu Brasil população bate palmas, eu tb choro: mas de raiva. Não se batem palmas no final do Hino. É como palitar os dentes. Brega, feio, de má educação.

Gostaria mesmo que os dizeres da bandeira fossem seguidos ao pé das suas letras: Ordem e Progresso. Tb concordo com o parlamentar que acha que deveria se acrescentar na bandeira a palavra "Amor". Mas tô de saco cheio de ouvir que o "Brasil é o país do futuro". O país já existe ao que me consta há 500 freaking anos. E o futuro é agora.

Um dia, quero assistir a parada de 7 de Setembro. E prometo colocar fotinhas aqui pra vcs.

A QUEM INTERESSAR POSSA:

Minha dor no ombro melhorou bem. Tudo apenas trocando o meu sapato de todos os dias.

E essa noite consegui dormir. Não digo nem dormir bem, pq pra eu dormir bem eu precisava de vida nova, mas consegui dormir.

Daí eu consegui sonhar. E vejam só: no sonho eu namorava o ABÍLIO DINIZ. Tem noção? O velho Abílio Diniz. Tipo, eu quando olho pra ele (em fotos), juro que vejo a cara de uma tartaruga. Pra mim ele tem cara de tartaruga.

Sonhei que apesar de eu ser namorada dele, eu já não vivia mais com a minha mãe. E que ele se encheu de ter que ir almoçar na casa da minha mãe porque eu e meu irmão ajudamos lavando louça e acabei demorando pra ir embora. Detalhe: em casa temos máquina de lavar louça, portanto, não entendi pq eu e meu brô lavamos louça no sonho. E meu irmão não mora mais conosco.

Enfim, sei que ele virou pra mim com aquela cara de tartaruga e disse: "Querida, da próxima vez que vc quiser almoçar com sua mãe, a levamos em um restaurante, ok?"

Tipo, tudo bem que ele só queria meu bem, mas achei assim que ele se enfadava de tudo sem motivo e por pouca coisa. Não sei se eu teria saco pra namorar alguém assim, entende? Ou seja, Abílio, meu caro: mal começamos a namorar e já estou cheia de vc.

Francamente.

P.S.:"Não, não uso drogas de nenhum tipo para dormir. Nem analgésico eu tomei."