25 de abr de 2008

MAIS FOTINHAS DE SEBÁ

Durante nossas andanças, uma loja me chamou atenção:
Só pudemos voltar de noite. E resolvemos entrar. Trata-se de uma loja com artigos de decoração e pra quem tá muito afim de fazer lista de casamento. Tem também uns sabonetes cheirosíssimos.

A dona da loja, uma mulher que além de bonita é distinta, logo puxou papo. Quando vimos, estávamos dentro do balcão dela, lhe ajudando a achar um site que ela estava louca procurando. Trocamos os cartuchos da impressora dela.... enfim.... quem diria?
E no dia seguinte, após o trabalho cumprido, lá fomos nós de volta pra o aconchego casa e curtir o feriado no dia seguinte, com mais folga

Pena que o tempo não estava muito bom, mas mesmo assim, a paisagem era deslumbrante:
Praticamente, durante toda viagem vc vê o mar. Imagino como deve ser lindo em dias de sol com céu azul.

E aqui, uma das vistas :
Só que daí...... vendo tanta água, vontade de fazer xixi apareceu. Sim, eu faço antes de sair.... mas sei lá.... vai ver foi água que tomei

Paramos na praia grande de São Sebastião (que de grande não tem nada) e estava tudo em obras. Tudo bem que eu estava de biquíni por baixo, mas não rolava de eu ir até o mar pra fazer xixi e ficar a uma hora da viagem molhada, salgada e xixizenta. Bar, padoca, boteco, quiosque? Nenhum

Até no meio das obras avistamos um banheiro:

Isso mesmo, banheiro de obra. Sem romantismos ou eufemismos

Ô dilema.... fazer ou não fazer? Daí mandei pedi pro namorado fazer xixi primeiro. Tudo bem que eu não sou dessas pessoas que sentam em privadas alheias, mas sabe como é, né?

Por incrença que parível, tudo razoável. E lá fui eu.... Foi uma experiência que além de ser aliviadora, foi bom pra eu parar de ser fresquinha

Sim, tinha papel... não, não tinha onde lavar as mãos.

VENTO QUE TRAZ MUDANÇAS

Alguns bons ventos sopraram.

Não quero ainda contar. Mas com esses ventos, as notícias que chegaram, foram suficentes pra deixar meu coração que aposta no futuro, mais confiante.

Passei a noite em claro pensando em tudo o que já me aconteceu e a importância desses acontecimentos. Enumerei pela milionésima vez as coisas que preciso urgentemente fazer e a ansiedade dessa vez me encontrou mais corajosa.

Os amigos, as pessoas da família que me foram fundamentais (e aqui incluo meu amado); por outro lado vieram os maus amigos nos meus pensamentos (mas com felicidade é que lembro deles, pois eles não fazem mais parte do meu cotidiano) todos eles, juntos com as imagens dos bons e maus acontecimentos, me passaram pela cabeça.

Acredite, meu recente passado de dois anos, passarou por mim esta noite todinha. E saiba que cada palavra de amor e afeto, de incentivo e de provocar meu renascimento, está aqui vívido, mais do que nunca.

COMPLETAMENTE ENTENDIDO

Ontem, na hora de eu ir dormir, senti muito perto um helicóptero.

Agora tá tudo explicadinho: meu bairro ficou falado ontem. Mas ó..... não foi por motivo torpe, viu? Simplesmente mais um inconformado, mal-amado no mundo.

Tem gente que não sabe mesmo a hora de parar.


Update!

Olha só: dizer que pouco antes, eu estava no mesmo quarteirão, só que do outro lado......






Agora, repare no portão em forma de triângulo que aparece no fundo da reportagem. Do seu lado direito, está o consultório que foi o primeiro emprego da minha mãe....

Vc vê só que mundinho pequeno?