3 de set de 2008

DESABANDO

Basta eu resolver alguma coisa, que parece que as coisas antigas, velhas e adormecidas, pra não dizer apodrecidas, voltam à baila.

O pior é que eu acabo me desgastando com a pessoa que menos teve culpa em todas as coisas. Acabo fazendo com que essa pessoa que tanto quer me ajudar, acabe desistindo de me ajudar.

Sei que a minha vida por deveras está complicada e isso não é um papo aiaiai-uiuiui-como-sofro. Se vcs soubessem em que ponto e encruzilhadas a minha vida chegou, fariam a mesma pergunta que as pessoas que querem me ajudar me fazem e eu todas as freak noites antes de "dormir" me faço: "Como é que as coisas chegaram a esse ponto?"


Dependo da boa vontade, de gente que esteja interessada em ajudar e de uma maneira filantrópica. Não me dando dinheiro: apenas uma orientação que me dê pelo menos uma diretriz. Você conhece alguém que pode dar informações EXATAS, seguras e sem cobrar nada? Eu não conheço, sorry.

Não durmo mais como há 4 anos dormia. Comer, viver, andar pela rua. Tudo isso parece um fardo pra uma pessoa que trabalhou já por 6 anos de domingo a domingo e nunca que se queixou por isso. Nem ficava doente.

De certa forma, acho bons as coisas desabarem para que eu não me acomode. Mas sabe, cansei e 'tô começando a desconfiar que não é justo tudo o que estou passando. Ou se for justo, que pelo menos eu não mereça. De verdade. Pq eu sempre cumpri com meus compromisso e com a minha palavra.

Preciso de ajuda, mesmo. Como? Pra quê? Não sei ainda. Preciso de alguém que me diga que tipo de ajuda e ação eu preciso pra ganhar a minha liberdade.

E creia, quando falo em liberdade, estou até dizendo sobre aquela que a Receita Federal pode me submeter.

Se vc pensou nisso, uma privação total de liberdade, vc acertou. Se vc pensou que pra chegar nesse ponto eu cometi um crime, sinto dizer que vc errou.
Infelizmente eu sou tão patética que 'tá perigando eu ir pra cadeia, sem ter feito nada. Nada não: sem fazer nada, simplesmente por ter sido omissa, por ter me comportado como a sociedade me trata por eu não ter dinheiro: NADA.

Nenhum comentário: