12 de jun de 2008

TINHA QUE VIR ESCREVER HOJE MESMO

Fiquei muito excitada (ui!) pela data do dia dos namorados.... ehehehehehe.

Andava eu pela Silvio Romero agora de noite e a visão do inferno estava lá presente: casais de todos os tipos possíveis e imagináveis. Presentes com embrulhos ENORMES de celofane vagabundo eram maioria no colo das moças. Provavelmente, algum ursinho de pelúcia-cagado.

Os barzinhos, que hoje estariam cheios de bebuns fedegosos ocupando a maior parte da calçada fazendo a nós pedestres usar a rua propriamente dita pra andar, foram substituídos por casais de mãos dadas saboreando batidas ou picanhas gordurentas esfumaçadas pelo fogo e pelo CO2 dos carros.

Ahahahahahahaahaha.

Mas eu dei tanta risada......

Fora a confusão no armário: gente de cachecol e chinelo/rasteirinha com lantejoulas. Chique....

Mas assim, maior bonito ver o amor assim, espontâneo, não é? (ehehehehe). Fiquei pensando que de repente, mais interessante que a Silvio Romero, poderia ser a fila de qualquer motel. Ali sim vc deve ver de um tudo.

Daí que, as moças gastaram horas no salão ou em casa alisando o pikumã mas começou a chover.... coitado de quem nem no barzinho pode ir: a moça vai ter que decidir se vai pra casa ou vai parar de fazer doce e ir logo pro drive-in/motel/cafofo/abatedouro, antes que o pikumã vire microfone. Rááá!

Descobri que o dia dos namorados consegue ser mais ridículo que deprimente, como escrevi no post abaixo.....

Lamentei apenas uma coisa, de verdade: que eu não tinha a minha máquina na bolsa pra vcs terem um aperitivo do que eu vi.

Nenhum comentário: