29 de set de 2008

EITA, QUE ACONTECEU DE UM TUDO!

Atenção: este post contém fotos que revelam a identidade de uma das personagens citadas nos últimos posts!

Gente, se alguém estiver com fome, segura aê. Sexta foi dia de uma festinha que não vem ao caso, pq pra bom entendedor da coisa, meia foto basta a qual fiquei muito ansiosa. Não bastava o "todo" que a coisa englobava, ainda teríamos muitos doces.

Daí eu fui né? Puta frio que tava fazendo a tarde toda. Tomei banho, troquei de roupa, me agasalhei mais do que devia e fui. Por que isso interessa? Mais pra frente vcs saberão.

Tudo bem que o Dé não se comportou como deveria, afinal ele perde um pouco a noção quando fica em grupo. Eu já estava quase socando ele, principalmente quando ele apelou e disse que eu parecia uma certa pessoa metódica que o pôs louco em certa ocasião. Ele não estuda/se informa o suficiente e acha que quando a gente se espanta é porque queríamos encontrar tudo o quanto imaginávamos. Dé, se vc estiver lendo, blééééé pra vc, bem dado!

Voltando. Sabendo que eu poderia fotografar mas não tendo muita intimidade com todos os que nos rodeavam, fiquei um tanto quanto tímida. Ainda assim eu consegui fazer alguns flagrantes que ficarão para arquivo pessoal. E já fico maior feliz.

Mesinha de doces é só apelido:


O Dé, fez um flagrante nosso:

Débora(mais conhecida como "eu") e Daniela, a dotôra-adêvogada.

E mais um flagrante da doce satisfação :

(-Dani, é tão bonitinho que dá até pena de comer....passou, nhac!")

Daí pra frente, meus amigos, foi só têta de nega, cocada, paçoca, doce de leite, abóbora....guaraná.....

As pessoas que não nos conhecem, perguntam se somos irmãs. Talvez pelas sobrancelhas mulçumanas, talvez pq quando a gente sorri não economizamos nos dentes, talvez pelos nossos comentários ácidos-sem-noção, talvez pq uma quando olha pra outra meio que sabe o que a outra está pensando...... Mas é muito mais legal falar de tudo o que já escrevi e agregar uma história que nós duas contamos e que faz o maior sentido e lógica pra gente.

O Dé, zarpou pq tinha que dar aulas. Acabou a festa e eu olhei pra Dani e perguntei se ela tinha compromisso. Ela disse que não e decidimos entregar os doces em mão para o Dé. E claro, levar a fofa da mãe dela em casa.

Chegando lá, encontramos bons amigos e resolvemos tais quais duas mocinhas avulsas colegas de trabaio e amizade, acompanhar (sem beber) os amigos no churrasquinho.

Voltamos felizes pra casa e eu, senhores leitores, à 1:15 da manhã, estava jantando. Sim, eu fui pra festa sem jantar. Chegando em casa, eu bati dois pratos de feijão com farinha de mandioca, ovo frito e muitos talos de brócolis, acompanhado de água com gás.

O que isso tem a ver?- Vc me pergunta.

E eu te respondo: vai lendo, vai lendo......

Menção honrosa: Eu, que tinha colocado uma pá de roupa pra me proteger do frio, fui me descascando conforme o calor que eu sentia. Parei na blusinha branca-confortável-que-eu-adoro, como vcs pode ver nas fotos. Daí em casa, na hora de tirá-la, descubro que embaixo do braço ela está più furada.......Vergonha..... muita. Alguém notou? Será? Será?

Nenhum comentário: