15 de abr de 2008

PARTE DA PROMESSA

E domingo, fui de novo pra Barueri. Ainda acordei mais cedo do que deveria, pq do contrário, não sairíamos a tempo de poder tirar o carro da rua, por causa da Maratona de Sampa que rolou no domingo, bem na rua onde a gente fica nos fds.

Portanto, mais uma vez, desculpa pelas poucas e más fotos. Barueri como eu disse antes, é uma cidade de milhões de fontes. Todo o lugar onde couber uma estátua, um pequeno monumento, lá estará também uma simbólica ou farta queda d'água:

Uma cabeça de sei lá quem com água por todos os lados.

Aqui, um índio com sua particular "cachoeira":

"Débora, cadê a água?"

Verdade, é que era tão cedo quando fomos pra lá, que nem as cachoeira tinham "acordado".

Fomos na feira (que por sinal fica bem no centrão da cidade) para comer um pastel (sorry, mana) e depois de devidamente instalados, percebemos que estávamos na barraca errada: a outra era cheia de gente, enquanto a nossa estava minguada. A outra ostentava panos limpos, a nossa.... bom, o que importa é que o pastel quando frita, devido à alta tempertura, mata todos os vermes e bactérias, certo???

Fiz o que tinha pra fazer e lá fomos de volta à civilização Sampa.

Ah.... esqueci de falar: passamos por mais uma escola municipal.... que inveja das escolas de lá. Só vendo pra vcs acreditarem nimim.

Nenhum comentário: