19 de mar de 2008

PRAZER, EU SOU O CURVEX!

Andando pela Liberdade, entramos em um loja pra ver acessórios de cozinha. Mas sabe como são essas lojas na Liberdade: vc entra, elas parecem ser uma coisa, mas ao longo das prateleiras vc descobre que a loja vende quase tudo. Daí que o namorado queria levar um bloquinho de papel pra Fifia, mas expliquei pra ele que ela agora é que começou a comer sozinha o danoninho dela, que ela terá tempo ainda pra anotar qualquer coisa no bloquinho.

Daí que vendo as prateleiras, encontrei um curvex e pedi pra ele trocar o presente pra Fifia pelo presente pra mim... ehehehehe. E assim, o curvex veio pra dentro da bolsa.

O treco vicia... não sei se é pela desconfiança que vc vai beliscar a pálpebra que te dá adrenalina (e sabe que adrenalina vicia) ou se é pelo resultado que o curvex proporciona... sei que não parei mais de usar. O namorado disse que eu parecia criança com brinquedo novo.


O negocinho é tão bom, que no meu caso, faz o rímel ser totalmente dispensável.

Sei que é uma acessório simples, baratinho e que já virou obrigatório. Depois lembrei que pelo mesmo preço, talvez se eu fosse na Ikesaki, talvez encontrasse um até melhorzinho... mas ó, tô maior feliz com o meu..... E vcs quebrando a cabeça pra dar presente pra mim, né? Tá vendo como eu me divirto e me agrado com coisas maior simples?

Abaixo, um vídeo ensinando a usar o curvex:



As caras e bocas do instrutor, são um atração à parte.

Nenhum comentário: