22 de jan de 2008

STÊNIO GARCIA

não deu chilique. Ou pelo menos na proporção que eu gostaria. A palavra na pauta ontem, era FAVELADO. E eu tenho certeza que "favelado" funcionou também como como "caco" do texto.
A impressão que me dava, era que o Stênio esquecia o texto, mas encaixava lá um "favelado" bem gritado, que dava tudo certo. Nhááá, não gostei da cena. Achei que podia ter mais barraco.

Daí a Marília Gabriela diz pro filho dela na novela, que o pai dele é um rico milionário (existe pobre milionário? ah... tem sim, os frustrados. Milionário pobre é que não existe.....) e que ele mora em Sampa. Daí o filho esbraveja: e qual o nome dele??? E ela diz que o pai do cara se chama Fernando Pereira Sales Prado.

ok.... "super fácil" achar em São Paulo alguém com um nome tão raro, não é mesmo? Mas eu tenho certeza que o cara vai achar o papai dele... ele é esperto, ele tem contatos. e o autor fará como pela sua falta de capacidade de gerar fatos possíveis e realistas em novela

Eu ainda vou escrever novelas e ganhar dindim. Vcs vão ver. Nem que seja pro SBT, tá?

Um comentário:

Lu disse...

Acho que ela quis dizer que ele era rico, aliás, milionário.... e não bilionário rsrsrs