22 de jan de 2008

"MELHOR MORAR SÓ NA SUÍÇA

que viver com o amor da vida da gente na favela"

Essa frase hoje foi falada na minha presença e eu nem pude socar até afundar a cara da pessoa debater filosoficamente como eu gostaria.

Daí vc me pergunta que tipo de pessoa diz uma frase dessas e eu te respondo que é a seguinte: imagina uma mulher que já saiu dos seus 40 anos, que tem um bucho pra lá de defeituoso, tem os dentes restos de dentes que amparam pontes, viadutos, rodovias e sabe lá mais quais apelidos da odontologia que não sabe quem é Al Gore e que ainda teimou com a professora que "enchente" era um verbo.....

"Afinal, choveu, deu enchente......", disse a burralda.

Agora eu é quem te pergunto: olhando para esse panorama, vc acha que ela se encaixa mais na favela ou na Suíça?

E eu me pergunto: será que ela sabe ONDE fica a Suíça? Ou essa foi mais uma frase escutada (e copiada) em novela de uma personagem più brega rica e alfabetizada, dita em um momento de desdém?

Daí, eu ainda escutei o comentário da minha colega ao lado, que ficou indignada com o conteúdo da tal frase e soltou :

"Ah, 'fia', eu prefiro viver com meu amor na favela....

Isso mesmo.... fia.

Frio, fome, sono por ter de acordar cedo, garganta raspando de ter tomado chuva e discussões "filosóficas" de tamanho conteúdo e tão bem construídas gramaticalmente, fazem com que a minha sociopatia nunca se cure.

2 comentários:

Lu disse...

Hahaha fia virou moda... até eu falo rsrs

renatzzz disse...

dede, apelido?
perereca eh feio do naipe de ponte e q tb se usam mto... o povo q fala fia e q tem tocos de dentes