8 de jan de 2008

ASSIM QUE CHEGAMOS

soubemos que na Sexta, seria dia de pastelada. Sueli, esposa de Seiji (que já falei aqui) foi quem ficou de fazer; e claro que eu e o respectivo, fomos ajudar.

A receita dela, está guardada com a gente, afinal, quem sabe ainda a "S & R Pastelaria" sái do papel? Ahahahahahaa.

Tudo começa amassando bem a massa com ingredientes e um truque:


Meu namorado botou a mão na massa mesmo, esta é uma foto de literalismo.



e lá vão as mãos habilidosas da tia Sueli, passar a massa pelo rolo:


Depois de preenchidos os pastéis:

Fritinhos na hora, sem aquele óleo rançoso com diesel dentro pra não queimar. Gente, tem noção do que é ficar uma tarde inteira comendo pastel? Do pastel que vc tivesse vontade....
Tia Sueli é uma santa mesmo! Haja paciência pra tantos pedidos....

E no intervalo entre um pastel e outro, lixía e romã....

Só de olhar a pastelada, me dá vontade de repetir a dose. Coisa de gordinha mesmo!

No final, depois que fomos ver a invasão dos traficantes na Portelinha e o arsenal espalhafatoso do Juvenal Antena em um faroeste tupiniquim de sentir vergonha alheia, a tia ainda pergunta se a gente queria que ela fizesse alguma coisa pra jantar.... é uma fofa, mesmo.

2 comentários:

Lu disse...

Ahhh... a tia Sueli é que nem a tia Nice... só que em SJC é bolinho caipira que a gente passa a tarde toda comendo... e ela tb pergunta de noite se quer que frite mais pra janta... não é Festa Junina, mas deu até vontade agora...

Mana Iza disse...

Hás de torrar nos fogos do inferno, como castigo por mostrar isso pra uma pessoa ke não come um pastel vai pra 27 anos....Mardita!!!