23 de set de 2008

O QUE É VIRGINDADE?

Pois é.... há tempos ser virgem virou piada ou motivo de estranhamento. Total comportamento diferente do que acontecia no tempo da sua avó que o fato de não ser virgem era sim piada, preconceito ou motivo de estranhamento.

Daí essa semana, rolou que a Daniela Hipólyto disse que aos 24 anos "ainda" é virgem e a sobrinha da Gretchen, nova rainha do bumbum, afirma que é virgem e que fará um filme pornô.

A princípio achei que ela "perderia" a virgindade em frente às câmeras. Mas, o mote do filme dela é "farei um filme pornô e continuarei virgem"..... hã? Como assim? "Será que ela vai usar a velha jogada do 'não foi com amor, por isso continuo virgem'"?
Lendo as diversas reportagens que ela tem dado, ela afirma que no pornô, ela fará apenas sexo anal.

Agora a pergunta: sexo anal..... não é......SEXO?

Se não é, pq não chama outro nome?

Comecei a lembrar dos papos de homem que eu presenciava no colegial, pq só tinha amigos homens, sobre o quanto eles "avançavam" em intimidades e pelo que me consta, sexo oral e sexo anal, contavam sim como modalidades sexuais. E motivo de "glórias".

Será que a virgindade continua sendo avaliada pelo estado intacto ou não do hímen?

Para mim, que "perdi" a virgindade com idade avançada nos parâmetros de hoje, nunca achei que ser virgem se atestasse com o hímen e sim com a sexualidade vivida. Também nunca achei que se eu praticasse sexo anal, eu continuaria virgem.

Sei lá, vai ver que eu sou estranha mesmo.

E aliás, nunca entendi pq mulher "perde" virgindade e o homem "deixa de ser" virgem. Eu não quero entrar em um negócio "perdendo" já...... coisa mais negativa.

Além do quê..... vc já re-encontrou sua virgindade alguma vez? Então mà che catzzo vc "perde" a virgindade?

Em pleno ano 2008 e o povo discutindo virgindade.....

5 comentários:

Dalila disse...

Então, me peguei filosofando sobre essa colocada (epa!) da Hipólito. Cara, por que é tão alienígena ainda ser virgem aos 24 anos e que raios as pessoas tem a ver com isso? Por que isso ainda é motivo de comentário? Coisa estranha, é o mesmo que agora começarmos a dar entrevistas para explicar por que nunca pintamos o cabelo... ah, sei lá...
Mas olha, uma coisa absolutamente idiota é isso de fazer todos os tipos de sexo, posições, sexo tântrico, candelabro italiano (não sei o que é, não me pergunte) e dizer que é virgem... como assim, por exempro??
Há um tempo atrás uma menina muito religiosa que trabalhava comigo engravidou. OK, paciência, melhor é casar, ué. Mas o que me deixou muito abasbacada foi que ela explicou e reexplicou para cada todo mundo que ainda era virgem (?!), e, pasme, pediu um atestado de virgindade para a ginecologista para que pudesse continuar frequentando a igreja dela... como assim??? como ela engravidou??? "ah, sabe o que é, eles estavam pelados, no rala e rola, mas não foram aos finalmente (?) e ela engravidou!" rsrs
Olha desculpe a minha inguinorança, mas se estavam pelados no rala e rola, faz diferença se ainda existe um hímen por lá??? hummm, para filosofar em casa... rsrsrs
beijos, boa semana!

Débora disse...

Dalila, não tente me enganar: vc sabe muito bem o que é candelabro italiano mas não quer contar esse seu segredo sequiçual..... ahahahahahahahahhahaha

E meu, atestado pra continuar frequentar a igreja, que coisa mais retrógrada....

Simone L. F. Guimarães disse...

A igreja deveria abrir oportunidade para as pessoas divorciadas e que não são mais virgens, né? Também sou a favor.

Mas, no meu caso, acho que me casaram sem saber, roubaram a minha assinatura, me casaram com um estranho e nem sei quem é.

Não quero dormir com ele, não. Nunca contraí nupcias e nem quero.

Quero me divorciar ou anular meu casamento caso tenham me casado sem eu saber.

O problema é ter que pegar o atestado e ir no médico de perereca. Nunca fui num. Ficar lá, abrir as pernas, Deus me livre!

Prefiro que pensem que não sou mais virgem. Mas, em compensação, não vou poder anular meu casamento e nem me divorciar por não consumação.

Divorciada em caso de casamento não consumado, são honradas ainda em algumas igrejas em alguns tempos.

Mas, se a divorciada consumou o casamento e mesmo assim quer se divorciar, a cultura de certas regiões e certos tempos, não permitem o divórcio.

Isso é verdade verdadeira.

Eu me sinto presa, como se estivesse casada sem poder me divorciar, sei lá.

Mas, eu nunca me casei fisicamente com ninguém e nem consumei o relacionamento.

Não é justo eu não poder anular meu casamento e nem me divorciar.

Eu quero se um dia me casar escolher meu marido.

Esse papo que eu fui casada na outra encarnação com não sei quem e que tenho que continuar casada com o espírito, não tem nada a ver.

Se dizem que sou a reencarnação sabe-se lá de quem, e ELA consumou o casamento, tudo bem.

Mas, o fato de eu me parecer com a mulher do tal viúvo não quer dizer que eu seja a reencarnação da mulher dele e nem quero ficar casada com um estranho, eu hein? Nem sei quem é o cara.

Não é só eu, não. Existem um monte de moças nessa situação. Os psicopatas acham que a gente é a reencarnação das mulheres deles e querem se casar com a gente na marra.

Pôxa, eu não são a reencarnação da mulher desse senhor.

Na reencarnação passada (segundo me lembro) eu morri virgem, já tinha namorado. Morri num passeio de moto na estrada do Joá depois da festa de 15 anos de uma amiga.

Nem me lembro se cheguei a dar uns beijos e no meu namorado, porque naquele tempo nem podia.

Me lembro que estudava em colégios de freiras e tudo mais. Nesse século XX mesmo. Nem deu para eu namorar direito.

Como aquele homem está dizendo que eu sou a reencarnação da mulher dele (a viúva) e que tenho que me casar com ele - se já não falsificaram a minha assinatura. O cara é velho e rico e quer me obrigar a fazer dieta na marra.

Não sou a mulher dele, pois pelo que me parece a mulher dele era magra. É um doido e psicopata.

Está havendo uma confusão danada.

Seja como for, quero me divorciar e anular meu casamento imaginário (seja lá quem seja essa criatura) e se for necessário vou mostrar meu atestado de não-consumação de casamento, nessa encarnação e na outra.

Deve estar guardado em algum arquivo. Que gente doida!

Estão me enlouquecendo.

O homem me tranca dentro de casa, não me deixa trabalhar, estudar nem nada. Disse que estou diferente.

Mas, eu não sou a falecida desse homem. Eu tenho pena dele, mas não sei como dizer para ele, que eu não sou a reencarnação da mulher dele.

Se a situação continuar assim, vou ter que conseguir meu atestado de virgindade para me divorciar.

Agora, seria bom que se fizesse isso em raio-laser, para eu e as vítimas dessa situação não sermos obrigadas a ficar desnudas no médico.

Pelo raio-x dá para ver se a gente é virgem ou não e dá para conseguir o papel para anular ou divorciar.

Nunca me casei em encarnação nenhuma. Eu era freira ou morria criança na pré-adolescência.

Eu hein?

Simone L. F. Guimarães
(Victória Sophia)

Anônimo disse...

já vi casos assim... O velho que vcs ficam vendo parece o Fábio Sabag um ator. É que ele ficou viúvo cedo e não admitiu a perda da mulher e todo mundo que acha parecida "sequestra".

principalmente indianas MAGRAS.

Anônimo disse...

Explica para o fantasma e espírito que você NÃO É A MULHER DELE e pronto. O problema de morar em casas ou apartamentos da promoção LIGHT Trifásico é isso. Vocês só pagam um terço do valor da conta de luz, mas convivem com vários espíritos. Para quem é medium ou não tem medo, tudo bem. Mas, no caso de pessoas que tem medo de espíritos, se quiserem economizar luz é só comprar lâmpadas fluorescentes. Mas, essas lâmpadas só passaram a ser produzidas no Brasil no final dos anos 1990. Se o espírito está nos anos 70/80... dá problema. É melhor morar em algum lugar sem esse desconto trifásico e economizar luz com as lâmpadas dos anos 90...

Já se pode viajar no tempo assim.

Sir Philleas Fogg