10 de abr de 2008

FATALIDADES

Não me pronunciei aqui sobre o caso da menina que caiu do 6º andar. Não que eu não tenha uma opinião formada a respeito. Apenas me privo de falar qualquer coisa, pq a bem dizer a verdade, pouco iria amenizar a dor daqueles que sofrem de verdade pela morte da menina.

Hoje eu li no site da Grôbo que "a polícia tinha o caso 99% solucionado". Tipo... há uns 3 dias mencionavam 55%, depois 65%, ontem 77% e agora essa porcentagem ridícula de 99%.

Me explica, como eles podem ter certeza? Parece que o caso da menina é um programinha qualquer de computador que tem uma barra informando quantos por cento a coisa já "andou". Não sei quem são mais ridículos: as autoridades querendo se pronunciar com cuidado, ms demonstrar que estão trabalhando, ou a imprensa fazendo seu julgamento "imparcial" totalmente acusando o pai e a madrasta.

Daí falam que há de se ter cuidado pra não repetir a história da creche Base. A diferença é que dessa vez a vítima é uma criança. Diferente também pq o crime existe, logo não há o pq ter essa pseudo-cautela.

A imprensa querendo pousar de imparcial e prudente. Desde quando o jornalismo tem ética?

Nenhum comentário: