26 de fev de 2008

TERÇA

Que terça mais complicada: o msn não abre. Nem o hotmail. Com isso, não vejo nem os meus e-mails, nem converso com quem preciso pra manter meu nível de sanidade entusiasmo pra cima.

Enfim, pra "melhorar" a situação, uma pessoa quase que da família está no hospital. Com isso, ganhei a tarde com a minha "Fifia". Já demos volta pelo bairro, vimos os peixinhos na loja de aquários e a levei pra pegar anti-corpos na areia do parquinho do Bom Parto. Olhando pra ela no balanço, foi nítido ver que ela já não é mais um bebê: é uma criança.... o tempo passa depressa.

E, na mesma praça, fica a escolinha onde o pai dela fez o pré. Quem levava ele todos os dias pra aula? Eu e o Spock, nosso cachorro. Às vezes, nosso pai vinha tb. E sempre queria ensinar o meu cachorro a andar sem coleira. Pra o meu desespero. Morria de medo de perder meu cachorro.

Daí hoje, mostrei pra "Fifia" a escolinha e disse "aqui, seu pai vinha quando era bb"...
Claro que ela não entendeu lhufas. (Será?) Mas eu entendi, que mais uma vez, levava alguém pequenino na mesma praça, no mesmo banco, as mesmas ruas, o mesmo jardim. Só me resta futuramente, levar os netos do meu irmão....

Aff, como o tempo passa.

E hoje lá no hospital, sei que ela vai pensar a mesma coisa que eu :"como o tempo passa rápido e quase não fiz metade do que eu queria".

Por isso mesmo, hoje me permiti cabular deixar o estudo pra depois, as conversas no msn pra depois, tudo do cotidiano pra depois. Afinal, estar com a "Fifia" é maravilhoso e sei que quando eu piscar os olhos, ao abrir, ela não estará mais com o mesmo tamanho e fazendo as gracinhas que a mim me alegram e encantam tanto.

3 comentários:

Lu disse...

... pense que tem gente que nem nunca vai ter sobrinha pra levar pra passear, qto mais sobrinha-neta com o passar do tempo...

Débora disse...

Afe, que dramática vc, Lu...

Lu disse...

Realista, realista...