25 de out de 2007

SE ARREPENDIMENTO MATASSE

meus ex-fornecedores essa hora tavam mortinhos.
Da Silva.

Explico:

Há 3 anos, todos os dias das crianças e natal eram
verdadeiros suplícios.
Isso pq eu sempre mantive a filosofia de não fazer
estoque, mas atender prontamente o cliente.
Não fazer estoque, é uma forma de vc evitar
a inadimplência e ter todos os produtos
à mão do seu cliente.

Que adiantava eu ter 100 aparelhos aqui,
precisar de um cd específico e não ter grana
pra comprar?

Pois bem, eu sei que eu dava trabalho.
Era exigente.
Se me prometiam um produto pro dia seguinte,
ele impreterivelmente tinha que estar no dia
seguinte.
Senão, eu ligava e falava MUITO.

Pois bem, houve época que eu ainda arrumei
clientes pros meus fornecedores.
Isso mesmo, concorrentes meus, comprando
com os mesmos fornecedores.

Daí, meus fornecedores, "esqueciam" de mim.
Chegava coisa nova, ligavam primeiro pra os outros,
depois pra mim.
Faltava mercadoria? Só pra mim, pro concorrente tinha.

E eu ficando nervosa por não atender os clientes.
Eu perdendo cabelo pelas contas vencendo.
Ficando horas sem comer eperando o forncedor
fazer a entrega e o puto não vir.

O tempo passa.......


Essa semana, logo após o dia das crianças,
o que choveu de telefonema e de e-mail de
fornecedor querendo me vender, vcs não fazem idéia.

Sabe o que é?

Eu dava trabalho, falava um monte, mas
comprava toda a semana e pagava à vista.

Já os outros concorrentes.....

Se arrependimento matasse, né?
Meu namorado perguntou, se eu queria
vender pro Natal.

Pensei bem..... dinheiro nenhum vale meu
sossego.
Se me arrumassem outro fornecedor, um novato
com vontade de vender, talvez.

Dar dinheiro pra esses que eu conheço?
Nem mais um centavo.

Aprendam a tratar bem os bons clientes.
Foi assim por 15 anos da minha vida e
nisso, dentre tantas coisas erradas que fiz,
tratar bem meus clientes (bons e maus, diga-se de passagem)
e ser lembrada com carinho, é a minha maior vitória.

Um comentário:

Mana Iza disse...

Cá se faz, cá se paga