22 de jun de 2007

DAS MUITAS COISAS

bom, hoje eu até tenho vontade de falar
sobre as muitas mudanças que a minha
vida sofreu. Mas tenho medo de parecer
muito sentimentalóide e principalmente
e como sempre: julgada.

Daí, me lembrei que milhões de pessoas sofrem
mudanças, inesperadas; todos os dias da vida.

E a vontade que me deu de falar, foi de um fato
curioso: minha gata, Maria Pixoxa.

Nós, este ano, nos despedimos do nosso querido
Brutus. Os dois não eram irmãos de sangue, mas
tenho certeza que eram irmãos de coração.
Até hoje, ela sente falta dele.

Penso o quando a nossa vida, minha e da Pixoxa
mudou: perdemos nosso amigo e mudamos de
residência, o que pra nós gatos (ehehe), faz
muita diferença, pq nos acomodamos com o
nosso cantinho.

Mas hoje, curioso foi ver que ela miava
como que nos avisando alguma coisa
e indo pra onde ela nos chamava, olhando
pra onde ela nos "apontava", percebi
o que ela queria dizer:

"-Ei, onde foi parar aquela lerdeza do Juvenal?"

Juvenal pra quem não sabe, é nosso jabuti.
E a Pixoxa, não ficou mais lamentando nada do que
se passou com ela. Apenas sente falta. E pra essa
falta, ela não arrumou um substituto: apenas
se encaregou de tirar o melhor pedaço que a vida
podia lhe trazer que era uma amizade nova.

Insólita.... gato e jabuti. Mas verdadeira.

UM VIVA ÀS DIFERENÇAS!

São as diferenças que além de reforçar
as coisas boas que temos, nos desafia
para aquilo que ainda temos que nos aprimorar.

P.S." Pra quem não sabe, jabuti não é um bicho
tão lerdo e por vezes perdemos ele de vista. Ela
procurava por ele e ele no meu quarto,
dormindo no cantinho"

Um comentário:

Lu disse...

Pois é, é bom fazer amigos novos e diferentes, né? Mas melhor ainda é descobrir que não são amigos passageiros, que apesar da distância, estão sempre presentes, do jeito que a vida agitada permite que estejam, afinal, a tecnologia está aí para ajudar. Viva o msn!
Obrigada pela companhia ontem. Me fez sentir bem melhor.
Bjs,
Lu