20 de ago de 2009

MÁSCARAS

Máscara

Por causa da H1N1, estou atendendo os "clientes" de máscara. Claro, uso a "bico-de-pato" que dura 30 dias mas como eu uso maquiagem para esconder as olheiras (elas de novo!) a máscara suja mais rápido, então a troco a cada 15dias.

Estimulados por nossa chefia, usamos também na condução máscaras da mas simples: aquela branquinha que dura 2 horas, portanto meu tempo de percurso.

Tenho tido gratas surpresas com o uso da máscara pois em função do medo da doença e com a desinformação recorrente a todos os brasileiros, as pessoas me evitam fisicamente. Tenho vindo folgada com espaço e respeito nos vagões mais apertados.

Engraçado ver a cara de medo das pessoas, a cara de pena, a cara de nojo; cada um encara de uma forma. E eu, Saudável da Silva, entendo mais perfeitamente as lições do mestre Gaiarsa sobre "as caras que as pessoas fazem e que acham que as reais intenções passam dissimuladas".

Me pergunto: "O que quero ainda dissimular?", "Do que eu tenho tanto medo ainda de enfrentar?", "Que medo ainda tenho a respeito das pessoas?"

***************************
Máscaras

No trabalho certas máscaras estão sendo usadas para camuflar a tristeza daqueles que estão cumprindo um aviso prévio de meses.

Houve ainda quem dissesse "O que eu fico triste não é de ser mandada embora porque eu consigo emprego na hora que eu quiser e sim, fico triste pelos maigos que deixarei aqui."

Ahahahahahahahahah.

Ahã.

E Sábado e Domingo serve pra quê? Não é pra tomar cerveja com os amigos?

Daí que eu fui escolhida pra um projeto piloto, reconhecimento do meu esforço. Quem sabe a dificuldade que tive pra ser aceita lá, as coisas e pessoas que enfrentei e como é desgastante fisicamente chegar lá, entenderá e ficará feliz com o que escrevi.

E literalmente, quem mais empencilhou (gostaram?) pra meu ingresso, literalmente, sumariamente foi despedida por insubordinação.

Fiquei contente? Não. Sinceramente. Mas triste tb não fiquei. Lei da causa e efeito de que tanto respeito e temo funcionando sobre todas as pessoas. Crentes ou não dela.

***************
Máscaras

E no voluntariado que é a máscara mais máscara que uso na minha opinião. (Sim, fingir positivismo depois de um dia cheio é difícil, explicar o porquê a vida toda vc sifú por conta da ética e dizer que ainda assim valeu a pena e etc.........etc.....etc.....)

Tive algumas situações diferentes.

Meu amado e respeitado prof. VanVan que é meu coordenador e conhece a minha cara desprovida de máscaras em se tratando de empenho, esforço, ética e sobretudo: idealismo, experimentou um lado meu de que não me orgulho muito (mentira!) : Intransigência! Conhece? Já me viram intransigente?

Eu sei que fico ridícula. Sei e até me envergonho. Mas sei que me envergonharia mais ainda de me dobrar. De abrir mão daquilo que acredito.

E sei que por mais que ele me respeite e que me entenda, ele deve ter ficado triste, chateado e etc. E sei que a Dani-adêvogada, minha companheira de sala, ficou de certa forma acumulada pelo meu "sair de cena".

Fato é que eu camuflo, dissimulo muita coisa, inclusive o meu descontentamento com certas coisas perante meus alunos. Mas, para quem pode mudar essas mesmas coisas eu não dissimulo nada. Sou assim. Quem sabe mais 30 anos e eu mudo.

Daí que ganhei novos alunos. Eu e a Daniela estamos felizes pela classe nova pois eles são bem interessados, participativos, curiosos, respeitosos. Acreditamos que faremos ótimo trabalho. Os alunos antigos, ficaram tristes de nos perder e quando falamos com eles, um até chorou. Que bonitinho......

Espero que o passar de anos para ele não o faça perder a espontaneidade e começar a mascarar seus sentimentos verdadeiros. Manja aquele "homem não chora"?

*******************
Máscaras

Duro vc fazer o que não quer. Conviver com quem não se gosta. Ir a lugares e fingir alegria que vc não sente pela pessoa (pois ela é uma cretina). Uma merda desejar sorte ou parabéns para quem não merece.

Mas a gente por vezes faz isso em prol das pessoas que amamos de verdade. Claro, as pessoas que amamos de verdade sabem da nossa real opinião e aí está a beleza de amar: passar por cima daquilo que gostaríamos de dizer/fazer e as pessoas que amamos por sua vez perdoarem nossas ácidas opinões.

****************
Máscaras

Uns tem que conviver com a péssima cara que têm (feiúra e outras cositas más) e não têm opção de modificá-la, acabam usando uma personalidade que não têm para compensar a péssima cara que têm. Uns fingem-se de bonzinhos, de interessados nos outros. Outros refugiam-se na pseudo inteligência. Outros refugiam-se na própria feiúra para entrar aquela onda da "beleza Dove" tipo, "eu me aceito, tá?". Outros adoram a faceta do "sou uma alma ferida portanto tenho licença poética para ser malvado(a) suficiente.

Eu, tento modificar minha cara com os cosméticos para tirar as olheiras, disfarçar as marcas da pele, valorizar meus pontos fortes e esconder os fracos.....

Mas não tem jeito, o cansaço vence a cosmetologia. A correria desmancha a máscara. E aquilo que sinto e penso, transparece. Ainda bem.

Não quero ser como esses seres embotocados sem expressão. Nem literalmente nem metaforicamente falando.

Não quero ser engessada, enquadrada e limitada. Perfeitamente bonitinha. Quero ser sim, saudável o suficiente para ser bonita naturalmente. Por dentro e por fora.

*************
Máscaras.

Para terminar, quero dizer que a faxineira que vos escreve está feliz em realizar bastante coisa. Resolvendo ainda as pendências e feliz pelas conquistas que não só eu mas que todos aqueles que me rodeiam têm alcançado.

Esta é uma das provas que tenho que estou em um caminho iluminado.

******************

Beijos e grata por virem sempre.

Nenhum comentário: