26 de ago de 2008

AI MINHA NOSSA SENHORA DO TERREMOTO DE SP

Três dias com dor de cabeça. Só hoje passou. Imagina ter que levar a vida com dor de cabeça. Aliás, nenhuma dor é boa. Nenhuma.

Este fds, foi bem corrido. Providenciei algumas coisas encomendadas à minha pessoa e, uma vez que o namorado trabalhou, aproveitei o fds pra dormir um pouco.

Vai daí que eu, por motivos muito íntimos e pessoais, quis reunir um pessoalzinho que eu julgava que me faria boa companhia. Mandei e-mail pras pessoas que eu queria perto de mim e claro: aqueles que puderam e quiseram vir, vieram.

Resolvemos nos encontrar às 19:00 no Domingo na r. Treze de Maio. Por quê?

Festa da:

ACHIROPITAAAAA!

Nunca tinha ido, mas imaginei que seria uma quermesse temática italiana. Acertei. O bom é que vai muita família e é super policiado. As filas é que são um pouco grandinhas, principalmente a da fogazza. Mas tb, fogazza gigantesca.

Os sobrados dos restaurantes, fechados, porém enfeitados.


Tudo revertido para as obras da igreja. Eu comi um spaguetti depois de ter lanchado uma lasanha em casa. Quase não coube. Aliás, não coube.

Indo comprar os doces, achamos as barracas de jogos com seus respectivos ursinhos de pelúcia cagados:

Destaque pro xéréqui.

Os postes estavam pintados de branco e grafitaram a padroeira da festa:

Achei assim um visual super moderno pra uma festa tão tradicional. Aliás, é a 82º edição da festa.

Os doces, infelizmente não tinha aquele papo de anjo no rum tão tradicional dos italianos. Acabamos comprando três doces diferentes: torta de mousse de maracujá, bolo com doce de leite e um folhado italiano que me esqueci do nome dele.

Aqui os amigos que foram:

O famoso e muito citado aqui Dedé, a namorada dele, Vanessa;Fábio direto de Medianeira e o Sr. Namorado.

Agradeço aos amigos que vieram por estarem presentes em momento tão especial meu. Que a gente continue se gostando cheios de saúde e proteção.

Por que Achiropita?
A festa da Achiropita fica no Bexiga e fica até dia 31/08. Rola uma música tracicional italiana o tempo todo.

Nenhum comentário: