6 de jul de 2008

FEIRA

Minha mãe convidou-me pra ir à feira.

Expliquei delicadamente pra ela que eu até queria, mas a minha sociopatia não permitia. Ela concordou.....
Expliquei também que a cota de aturar gente (todos os tipos) tb já tinha se excedido pela overdose de ontem.

Falando em ontem:

Lembra quando escrevi aqui sobre a Lei Seca? Pois bem, se um dia eu virar presidente deste país (coisa que está looooonge de eu querer), vou instituir a Lei Seca geral. Isso mesmo, caro leitor, não quero mais ninguém bebendo.

Isso se deve à exposição de gente que tive ontem. Gente de todos os tipos. Mas se um dito ser humano arrogante, exibicionista, ignorante (em todos os sentidos), machista, preconceituoso e brega até o dedinho mínimo já é duro de aguentar, imagina esses defeitos todos potencializados pelo álcool.

Constragedor até o topo! (pior é que foi mais constragedor pra mim que pra esse neanderthal)

Porém, como diz o ditado "a bebida entra e a verdade sai", fiquei feliz em saber que tudo o que eu suspeitava começa a se mostrar. As máscaras começaram a cair e tenho medo de comprovar as coisas que eu suspeito dentro de mim.

Ainda sobre ontem:

Tem vantagens nos encontros com gente. Claro. Sempre há um ser humano que se salva. Ainda tive conversas amenas, fúteis, cômicas e insólitas. O que deu graça ao meu dia.

Terminando sobre ontem:

Começam novos projetos, novas empreitadas. Ai que medo.

Nenhum comentário: