3 de mar de 2008

UM DIA MEU PÉ INCHOU

mas como eu tinha trabalhado por dois dias seguidos em pé, achei que era algo normal, agravado ainda por uma bolha que eu tinha bem na dobrinha do calcanhar.

Daí, era feriado e resolvi ficar com o pé pra cima. E ele inchando cada vez mais. Pra resumir a história: eram feridas grandes, bolhosas, purulentas que quando estouravam, doíam muito mesmo. A ponto de eu tremer na hora de trocar o curativo.

Andar eu não podia. Calçado nenhum cabia pq meu pé tinha aumentado dois números. Só conseguia andar com uma bota que segurava todos os curativos que eu fazia. Total de 6 em cada pé.

Quando cheguei no médico, depois de um mês e ele olhou meu pé, pensando como eu, que era um reação alérgica à graxa do sapato que tinha me feito a bolha, daí ele ficou sério. Aferiu a minha temperatura, batimentos cardíacos e quase me internou. E eu achando que era brincadeira dele.

Daí ele me disse que o que eu tinha era sério, chamava-se impetigo e que se caso ele falhasse como médico, eu perderia um rim ou meu coração, afinal a bactéria dessa doença, adora essas mucosas especificamente. Ele disse que eu só não me comprometi mais, pq a minha alimentação além de ser ótima é higienista e que os meus cuidados nos curativos foram quase que profissionais.

Chegando em casa depois da consulta, lendo na net, quase passei mal mesmo quando vi as fotos e o quão sério é o impetigo.

Hoje, fiquei sabendo que a Amy Winehouse está com impetigo na cara. Meu, na cara!!!! Como deve doer, coitada. Como fazer curativo na cara pra não alastrar? E tipo, o meu impetigo veio do sapato que tinha ido pro sapateiro trocar o salto e entrou pela bolha no meu pé. Mas pô, na cara???!

Um comentário:

renatzzz disse...

Dedem isso me fez lembrar do ImpeTIIIGO