30 de jan de 2008

SONHOS BIZARROS

curiosos os mecanismos do inconsciente e das emoções.

Essa noite sonhei que a minha mãe se casou com o Roberto Justus. (considerando o perfil de mulher que ele escolhe pra ser esposa, minha mãe teria com ele a chance de uma em um bilhão disso acontecer.)

Daí que o Robertão afinal ele é meu padrasto licenciou um tipo de material diferente pra fazer canecas de café. Era bem estiloso, em um material parecido com o plástico que dava uma sensação táctil agradável pra quem segurasse.

Eu entrei nisso: na execução dos desenhos mais modernos, descolados e coloridos das canecas. Daí fui morar no interior, perto da fábrica e ganhava muito bem....

Tipo, na vida real, eu não sei pintar e desenho pouco mais que "homens-palitos". Tenho bom gosto, isso lá é uma verdade. Mas looonge de eu ser desáiner. Acho que rolou um certo nepotismo nessa empresa das canecas.

Curti pq pelo menos eu estava mexendo em um mundo bem colorido e que as pessoas íam olhar com atenção pra escolher alguma caneca que tocasse o gosto pessoal. Fora que eu ganhava bem, já contei isso, né?

Daí fui pra aula hoje e o professor explicando sobre demissão, disse que "as demissões não eram tão fáceis como o Roberto Justus faz no programa dele".....

sinistro......

Um comentário:

Lu disse...

Haha já eu não me lembro o que sonhei, mas hoje encontrei o coleguinha da escola, parzinho na festa junina... ele é advogado e foi lá onde eu trabalho... o mundo é realmente pequeno...