24 de jan de 2008

HISTORINHA DE DÍVIDAS

Seguinte, leitores..... é comprido, mas vale a pena (eu acho)

Há precisamente 4 anos, um ótimo cliente (ótimo pq além de comprar bem, era honesto a ponto de vender pra ele sem cheque pré e ele cumprir todas as datas) recomendou um outro cliente que não tinha cheque.

E assim, eu vendi um "preisteixón 2" com acessórios e tudo, com apenas uma parcela paga pelo tal e estipulamos 4 parcelas com datas escolhidas por ele pra pagar.

Pois é.... o que era óbvio aconteceu: o cara não me pagou mais nada. Ligava, ele não atendia. Mandava recado, não respondia. Apareceu umas duas vezes pra contar alguma mentira história triste ou incidente e pagar que é bom... nada.

Depois de eu me encher de verdade a respeito dessa história, mandei uma carta com AR pro sujeito vir. Era a forma mais formal e educada que eu tinha encontrado pra comunicar que eu tava puta da vida com a situação. Ele não veio.

Queridos, essa história dele me dever e eu mandar um AR, levou quase dois anos. Vão vendo....

Ok, um dia eu me deixei levar pela conversa de uma outra figura mentirosa pessoa: um pseudo-amigo que é pseudo-advogado. Ele me instruiu a fazer com o devedor, uma confissão de dívida que se caso o cara não cumprisse, o tal advogado podia entrar com um processo contra o cara.

Aceitei e rumamos até o endereço do devedor pra que ele assinasse a bagaça. O cara na hora se mijou nas calças.... pq afinal era um "adevogado" que tava intimando ele a pagar e caso ele não pagasse, ficava claro que alguém ía "pôr no dele até às bolas". (sorry crianças leitoras)

O cara escolheu as datas, as quantias por parcelas e assim fizemos. O cara, já na primeira parcela não pagou e como ninguém falou com ele, lá ele ficou sem pagar.
O dr advogado que se dizia meu amigo pacas, nem pra ligar e dar um sustão no cara e muito menos cumprir a promessa de "pôr o cara no pau".

O adevogado, sim, adevogado pq ele não tem capacidade pra ser advogado, esse ainda um dia a vida vai nos fazer encontrar de novo e eu poderei retribuir com ética todo o des-serviço por ele prestado. Com respeito ao amigo que ele fingia ser, eu dei um adiantamento do que eu gostaria de lhe falar, através da santa mãezinha dele.

Daí um outro amigo meu que é advogado, pra me ajudar, recomendou um outro advogado. Passei uma procuração pro cara e esse caso pra ele resolver. Parece loucura, mas eu nem o conheço pessoalmente. E esqueci.....

E o cliente? O cliente sumiu..... até......

HOJE.

Estava aqui e quando bateram à porta, quando abri demorei pra reconhecer aquele rosto. Daí me lembrei....

Ele queria me pagar de qualquer jeito, pq sabia que eu "tinha necessidades com esse dinheiro, tinha contas a pagar e não era justo". Me mostrou um papel de um tal dinheiro vinculado que a princípio nem dei importância. Estranho, né? O cara com pressa de me pagar....
Expliquei pra ele que agora o valor da dívida era outro e que incluiam ainda as custas de advogados e as custas processuais. Que ele falasse então com o meu advogado.

Ele disse "as vezes que o oficial de justiça foi na casa dele pra penhorar os bens dele, ele não estava, senão teria deixado penhorar mesmo".

Daí minha cabeça deu o click: oficial de justiça....

Ahahahahahahahahahahahahahaahahaha.

Disse pra ele que se o oficial de justiça tinha chegado na casa dele, não havia mais nada que eu pudesse fazer por ele, pra retirar o processo.

Daí ele disse que o dinheiro vinculado, já estava depositado em juízo. Esse era o papel que eu não dei importância. Pelo jeito, confiscaram uma parte da grana dele, no caso, 300 reais.

Então o cara só veio pq, apesar do oficial de justiça ter ido na casa dele e não o ter encontrado, não foi tão chocante pra ele quanto o dinheiro dele estar sendo parcelado todo o mês e debitado contra a vontade dele.

Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahaa.

Vou dizer o que disse pra ele:

-Esses 800 reais, pra mim agora, não fazem a menor diferença em todo o contexto que a minha vida se encontra. Portanto, fala com o meu advogado. Até pq vou ter que pagar ele mesmo e assim, vc pagando pra ele, ele já tira o dinheiro dos honorários dele, ok? Obrigada.

O cara sifú e eu só tive vontade de cantar pra ele a musiqinha do pitfal quando ele me disse que o dinheiro dele tinha sido confiscado:

féu feré feféummmmmmmmm

3 comentários:

Mana Iza disse...

Pois é, a justiça xega , nem ke seja montada em cima de uma tartaruga baiana. Mas mesmo assim, valeu o tempo ke passou...com juros!!!

Lu disse...

Eu tô há 4 anos esperando... mas eu não esqueci, não... um dia há de ser pago

renatzzz disse...

e eu mais uma vez nunca estou pra ver vc dizendo isso pro cara e ver a cara de bunda....
da proxima vez q algo do tipo ocorrer, pede uns minutinhus e me liga... q vou ai pra assistir