27 de jul de 2007

A FILA ANDA

Putz, eu nem sei pq ainda perco tempo lendo
colunas como esta aqui.

Eu só gostaria de saber se essas pessoas
que fazem a fila andar com uma rapidez maior
que as dos guichês de cinema em noite de sábado,
se elas também são acometidas de herpes,
sapinho, infecção urinária e tantas "doenças do amor".

Pq ou se investe forte na imunidade, ou a pessoa
deve ficar assim meio... zoada.
Não é possível.

Tá certo que eu tb quando fico apaixonada, acredito
que é pra sempre e tals.
Mas esse povo, mal começa a se relacionar, já diz
que é pra sempre, tatua o nome do amor... aff.

2 comentários:

Lu disse...

Bom... não deu assistência, abriu concorrência e perdeu a preferência...
E olha, tá difícil arrumar alguém decente hoje em dia...

Mana Iza disse...

Não só é difícil encontrar alguém em condições, como ainda por cima, as espectativas são feitas numa linha muito alta. E convenhamos, não somos perfeitos e exigimos perfeição.